Alonso afirma que Mercedes optou por contratar Bottas para “não colocar obstáculos” para Hamilton

Ao admitir que foi procurado pela Mercedes enquanto a equipe buscava um substituto para o campeão e aposentado Nico Rosberg, Fernando Alonso disse que a preferência do time estava em ter um piloto com perfil diferente do seu. Por isso, os preferidos foram Pascal Wehrlein e Valtteri Bottas, que acabou sendo contratado nesta temporada

 

Tão logo Nico Rosberg chocou o mundo e anunciou sua aposentadoria da F1, muitos fãs do esporte já sonharam com a reedição da dupla formada por Lewis Hamilton e Fernando Alonso em 2017. E o espanhol confirmou que chegou a ser procurado por Toto Wolff, chefe da Mercedes, mas o piloto preferiu continuar na McLaren: “Estou feliz aqui”. Contudo, o bicampeão entende que a escolha da Mercedes por Valtteri Bottas foi para evitar um ambiente explosivo com Hamilton, como uma forma de a equipe tricampeã não colocar obstáculos no caminho do britânico.

 
Wolff já admitiu que seu ‘lado fã’ gostaria de ver Alonso ao lado de Hamilton na Mercedes. Mas considerando a feroz rivalidade travada entre os dois há dez anos, na McLaren, o dirigente austríaco optou por Bottas como uma escolha mais segura. Afinal, para Wolff o mais importante é manter a harmonia e a estabilidade dentro dos boxes da equipe anglo-alemã.
 
Em entrevista à emissora de rádio Cope, Alonso revelou detalhes da conversa que teve com o chefão da Mercedes e os motivos que o espanhol alegou para não sair da McLaren rumo à equipe que domina a F1 desde 2014.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Sonho de muitos fãs da F1, a dupla Hamilton-Alonso foi vetada na Mercedes por Toto Wolff (Foto: Beto Issa)
“Toto Wolff me ligou e perguntou qual era a minha situação, mas de maneira muito tranquila e informativa. Foi uma conversa de dois ou três minutos”, contou Fernando. “Eu lhe disse que tinha contrato com a McLaren, que estava feliz aqui e que não estava pensando em fazer nenhuma loucura”, comentou o bicampeão, que tem vínculo com a equipe britânica até o fim desta temporada.
 
“Acho que eles tinham em mente um piloto como Bottas ou Pascal Wehrlein para integrar o programa da Mercedes e não colocar muitos obstáculos a Hamilton”, acrescentou Alonso, deixando claro sua opinião sobre o fato de a Mercedes não querer conflitos internos depois da aguda rivalidade entre Hamilton e Rosberg nos últimos três anos.
 
“Acho que a Mercedes encarou com surpresa a aposentadoria de Rosberg. Eles fizeram uma rodada de ligações a todos, e inclusive disseram que ligaram para todos os pilotos. Acho que pode ser isso mesmo, ou então que todos os pilotos tivessem ligado. E eles falaram com todos para saber da situação, e eu não fui diferente”, finalizou.

PADDOCK GP #66 RECEBE LUCAS DI GRASSI, DEBATE F-E E NOVOS CARROS DA F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube