F1

Alonso mistura capacetes de 2001 e 2018 em pintura especial para despedida da F1 em Abu Dhabi

Fernando Alonso retomou a pintura de 2001, ano de estreia na F1 pela Minardi, para se despedir no GP de Abu Dhabi. O capacete traz duas metades, uma com o layout antigo e outra com o atual. No meio, uma lista das 32 vitórias
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 Fernando Alonso (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Depois do anúncio da McLaren com pintura especial, Fernando Alonso também revelou nesta quinta-feira (22) um novo capacete para o fim de semana do GP de Abu Dhabi, último antes da despedida da Fórmula 1. O casco é simbólico: enquanto uma metade mantém o layout de 2018, outra traz o utilizado na temporada 2001, a da estreia na categoria pela Minardi.
 
Os dois lados usam as mesmas cores – azul, vermelho e amarelo. A diferença está no uso: em 2001, Alonso formava a bandeira da Espanha com o vermelho e amarelo, tendo o azul como cor de fundo; em 2018, o azul passa a ser protagonista, com o vermelho e o amarelo ficando na parte de trás. Outra diferença é que, especialmente em Abu Dhabi, o amarelo das duas metades é substituído por um tom de dourado.
O capacete de Fernando Alonso para a despedida em Abu Dhabi (Foto: Reprodução/Twitter)
A divisória das duas metades traz outro detalhe. Alonso traz uma listra citando cada uma das 32 vitórias na F1, desde o GP da Hungria de 2003 até o GP da Espanha de 2013.
 
Fernando Alonso deixa a Fórmula 1 após quatro anos frustrantes com a McLaren. O espanhol chegou apostando as fichas no renascimento da equipe ao lado da Honda, mas terminou sofrendo até mesmo para pontuar. A frustração levou o piloto a abrir mão de renovar para 2019. Mesmo assim, Fernando não descarta um possível retorno em 2020.
O capacete de Fernando Alonso para a despedida em Abu Dhabi (Foto: Reprodução/Twitter)
O capacete de Fernando Alonso para a despedida em Abu Dhabi (Foto: Reprodução/Twitter)