Alonso nega reputação de egoísta: “É melhor olhar os fatos antes”

Egoísta? Fernando Alonso acredita que as pessoas não olham os fatos e se agarram a uma possível má reputação do espanhol, bicampeão mundial de Fórmula 1, que também relatou os aprendizados com Kazuki Nakajima

Nas cinco temporadas em que permaneceu na Ferrari, Fernando Alonso ficou com a reputação de um piloto “egoísta”, de que pensava apenas em si mesmo e não no time, especialmente por conta da maneira como atraiu a escuderia ao seu redor, além de ter sido beneficiado por ordens de equipe. Com os recentes conflitos na pista entre Sebastian Vettel e Charles Leclerc, o bicampeão mundial deu o seu pitaco.
 
O veterano espanhol negou o posto de egoísta e disse ainda que sempre colaborou com a equipe quando necessário, e que os fatos são bem diferentes da reputação que ganhou.
 
"Eu acho que a reputação é uma coisa e os fatos são outros. Quando você vê companheiros de equipe batendo e coisas assim como neste ano e em outros e compara com as minhas imagens, você vê o vácuo que dei em Monza e em Spa. Eu sei dessas ajudas, então, quando falar de reputação, é melhor olhar pelos fatos", disse Alonso em entrevista ao site 'Motorsport.com', durante a festa de premiação da FIA, na sexta-feira última.
Alonso quando corrida na Ferrari (Foto: Reprodução)
Alonso, inclusive, revelou a humildade de aprender sobre o endurance com Sébastien Buemi e Kazuki Nakajima. Ao lado dos pilotos, pouco badalados na F1, venceu duas edições das 24 Horas de Le Mans e o título mundial do WEC. O trio recebeu o prêmio na festa de gala da FIA.
 
"Não foi problema compartilhar com eles, porque eles têm experiência em endurance. Me ensinaram bastante no primeiro dia de testes, sabiam sobre o carro e o circuito, e a abordagem em corridas longas. Eu sempre era o que errava e fazia as perguntas", completou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube