Ansioso por estreia na Renault, Sainz elogia Hülkenberg e prevê “grande desafio” para se adaptar ao R.S. 17 em Austin

Depois de vestir as cores aurinegras da Renault na última semana, Carlos Sainz embarca para os Estados Unidos para finalmente correr pela primeira vez com a nova equipe. O espanhol não escondeu a ansiedade com o desafio que terá pela frente, sobretudo para se adaptar ao carro e aos novos engenheiros. Mas o piloto gosta muito da ideia de trabalhar ao lado de Nico Hülkenberg, que também é fã do jovem: “Ele tem um futuro brilhante”

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Está chegando a hora. Depois de semanas de muitos rumores, Carlos Sainz finalmente vai estrear pela Renault. O talentoso espanhol de 23 anos assume a titularidade da equipe de Enstone neste fim de semana de GP dos Estados Unidos, prova disputada em Austin, no Texas. Depois de quase três anos na Toro Rosso, Sainz vai conhecer uma nova estrutura e também um novo companheiro de equipe. Nico Hülkenberg, Carlos rasgou elogios ao colega alemão e foi retribuído com uma boa recepção por parte do experiente piloto. Seu maior desafio no Texas vai ser se adaptar ao novo corpo de engenheiros e também ao carro, o R.S. 17.

 
“Estou muito animado por me unir à equipe e espero começar com o pé direito. Temos trabalho duro pela frente em Austin, com muitas coisas a aprender e muitas pessoas a conhecer. Vou dar tudo para estar no ritmo o quanto antes possível, ainda que saiba que pode levar algum tempo para me adaptar, mas confio que podemos fazê-lo”, afirmou Sainz em prévia divulgada pela Renault nesta segunda-feira (16).
 
“É chave ter essa adaptação imediata à Renault e conhecer as pessoas e o carro. É um grande desafio, mas isso me motiva. Temos de trabalhar nessa última fase da temporada, e tenho de buscar o limite do carro, me acostumar ao volante, coisas assim. Esse é o procedimento e vou abraçar este desafio”, destacou o espanhol, feliz por estar em uma equipe com a ambição de voltar a ser grande na F1.
Carlos Sainz está ansioso para a sua estreia pela Renault (Foto: Renault Sport F1)
“É bom ver as pessoas em Enstone trabalhando duro para voltar a estar na parte de cima. Podem ter certeza de que todos os esforços coincidem com meu ponto de vista, e vou dar meu máximo para ajudar a equipe”, complementou.
 
Sainz é fã do Circuito das Américas, onde teve uma boa jornada no ano passado. Agora, a bordo de uma nova equipe depois de deixar a Toro Rosso, espera ter outro fim de semana positivo. “Austin é um dos meus circuitos favoritos e foi onde tive uma das minhas melhores corridas na F1 no ano passado, quando fui sexto. Só preciso me adaptar ao carro e aos engenheiros. Adoro esse tipo de circuito e vai ser uma boa oportunidade para mim para levar ao limite do R.S. 17”.
 
Na tabela do Mundial de Pilotos, Sainz está em nono lugar e soma 48 pontos, logo à frente do seu novo companheiro de equipe. Hülkenberg tem 34, empatado com Felipe Massa. Pela Renault, Carlos vê no alemão um ponto de referência em termos de experiência e espera que, ao lado de Hülk, possa levar a equipe de Enstone a voos mais altos na F1.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Estamos muito apertados no campeonato, Hülkenberg e eu, mas não tivemos muitas batalhas na pista. Estou muito ansioso para trabalhar com Hülkenberg. Eu o considero um grande piloto e um dos mais talentosos na pista. Ele tem muita experiência na F1, de modo que vou aprender com ele o máximo possível. Talvez possamos ajudar uns aos outros a nos movermos mais acima no campeonato antes do fim da temporada”, complementou.

 
Hülkenberg, por sua vez, deu as boas-vindas a Sainz e rasgou elogios ao novo colega. “Estou ansioso para trabalhar com Sainz. Precisamos terminar a temporada bem juntos para ajudar a equipe no Mundial de Construtores. Vou dar tudo para lhe ajudar a começar com o pé direito com a equipe, mas é um piloto muito capaz, com um futuro brilhante. Ele já mostrou o que é capaz de fazer na F1, e vamos ter como meta um começo positivo de nossa união em Austin”, concluiu.
’EXTRAORDINÁRIO’

DI GRASSI VÊ HAMILTON COMO UM DOS TRÊS MAIORES DA HISTÓRIA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube