Giovinazzi festeja 7º no grid em “montanha-russa” na Holanda: “Um dia para recordar”

Antonio Giovinazzi projetou manter na corrida o sétimo lugar conquistado na classificação para o GP da Holanda e agradeceu aos fãs pelo apoio e a torcida para seguir na F1

Nicholas Latifi bateu forte no fim do Q2 (Vídeo: Reprodução/TV)

Em um fim de semana onde mostrou um ritmo forte desde os treinos livres, Antonio Giovinazzi coroou a grande performance ao avançar ao Q3 pela segunda vez na temporada 2021 — o que aconteceu também em Mônaco — e conquistou o notável sétimo lugar no grid do GP da Holanda com a Alfa Romeo. O italiano repetiu assim sua melhor posição de largada na F1 depois de ter iniciado o GP da Áustria de 2019 na mesma posição. Sem esconder a felicidade, Antonio só deseja que o domingo termine tão bem quanto foi o desfecho deste sábado (4).

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Logo após o feito, Giovinazzi relembrou a sessão caótica, duas vezes interrompida por bandeiras vermelhas, e revelou que sofreu um problema na roda. Porém, nem o percalço encontrado foi capaz de deter o italiano, que fez questão de agradecer a equipe.

“Desde ontem mostramos que tínhamos um bom ritmo para ficar no top-10. A classificação foi uma ‘montanha-russa’. No Q2, tivemos um problema na roda. Depois, fizemos uma volta incrível. Agradeço demais aos caras. Eles fizeram um bom trabalho ao corrigir esse problema. Não desistiram. O objetivo principal é manter essa posição”, disse o italiano.

Em sua conta no Twitter, Giovinazzi comemorou e agradeceu ao apoio dos fãs. “É assim que eu gosto. Definitivamente, um dia para recordar, especialmente para quem está escrevendo #keepgio (Fica, Gio). Obrigado, povo! Curto demais o apoio de vocês”, escreveu. O italiano tem seu futuro na Alfa Romeo — e na Fórmula 1 — em xeque para 2022.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Giovinazzi vai largar da sétima posição no GP da Holanda (Foto: Alfa Romeo)

Por fim, o piloto de 27 anos aproveitou o momento para desejar uma boa recuperação ao companheiro de Alfa Romeo, Kimi Räikkönen, que testou positivo para a Covid-19 nesta manhã. “Espero que ele [Kimi] tenha uma rápida recuperação. O que ouvi do Fred [Frédéric Vasseur, chefe da Alfa Romeo] é que ele está ok”, comentou Giovinazzi.

Do outro lado da garagem, Robert Kubica, substituto de Räikkönen para a etapa, que volta a correr na F1 depois do GP de Abu Dhabi de 2019, quando defendia a Williams, terminou a sessão na 18ª posição, à frente dos carros da Haas.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Holanda deste fim de semana com transmissão AO VIVO e EM TEMPO REAL. No domingo, a largada está marcada para as 10h (de Brasília).

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar