Aston Martin decepciona, mas tudo indica que seja uma das equipes do futuro na F1

A Aston Martin guardou grandes expectativas para 2021, especialmente por conta do forte ano vivido pela antecessora Force India. Só que a temporada passada ficou bem aquém, e a escuderia terminou o Mundial na frente apenas Alfa Romeo, Williams e Haas

A Aston Martin voltou à Fórmula 1 rebatizando a Racing Point, de propriedade de Lawrence Stroll. Para dar peso e legitimar a charmosa marca inglesa, o bilionário foi atrás do tetracampeão Sebastian Vettel, que iniciou parceira com Lance Stroll. Só que o primeiro projeto do time não foi lá essas coisas.

A esquadra decidiu buscar inspiração no W11 da Mercedes de 2020, mas não deu certo. O carro se mostrou difícil e pouco competitivo. Vettel conseguiu figurar no pódio, mas, no geral, a sétima colocação no Mundial de Construtores decepciona.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ainda assim, Stroll pai segue investindo pesado na estrutura, que vai ganhar uma sede maior no futuro, o que indica um longo compromisso com a F1. Até onde pode ir a equipe do empresário?

Victor Martins, Evelyn Guimarães e João Pedro Nascimento analisam no vídeo abaixo. Assistam já!

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar