Boletim médico indica Reutemann estável, lúcido e sem sangramentos internos

Os procedimentos mais recentes estabilizaram o quadro clínico de Carlos Reutemann, com hemorragia digestiva aparentemente controlada. O ex-F1 está na UTI há quase uma semana

Hamilton pega Verstappen na tática e vence: assista aos melhores momentos do GP da Espanha (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Depois de notícias preocupantes ao longo da última semana, o quadro de Carlos Reutemann parece finalmente se estabilizar. Um boletim médico emitido pelo hospital Sanatório Rosário nesta quarta-feira (12) aponta para um princípio de reação do ex-piloto no quadro de hemorragia no sistema digestivo.

De acordo com o boletim, o sangramento interno parou após as intervenções mais recentes. Ainda assim, o momento é de cautela.

“O paciente está hospitalizado na UTI, lúcido, em comunicação com o ambiente e sem outras falências de órgãos. Não há sinais de sangramento no sistema digestivo desde o procedimento de endoscopia realizado ontem”, descreveu o boletim médico.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Carlos Reutemann segue na UTI, mas estável (Foto: Divulgação)

Reutemann deu entrada na UTI em 6 de maio, na semana passada. O motivo era um quadro sério de anemia, que levou a sangramentos no sistema digestivo poucos dias depois.

Reutemann estreou na F1 no GP da Argentina de 1972 pela Brabham, time que defendeu até 1976. O primeiro pódio aconteceu no GP da França de 1973 e a primeira vitória no GP da África do Sul no ano seguinte.

O ex-piloto, hoje com 79 anos, também correu pela Ferrari, Lotus e Williams e foi um grande rival de Nelson Piquet. Carlos deixou a Fórmula 1 em 1982, depois do GP do Brasil. Foi o último argentino a subir no pódio e pontuar no Mundial.

Atualmente, Reutemann está em seu último ano de mandato como senador e não deve concorrer novamente.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar