Bottas comanda 1-2 da Mercedes no TL1 no Japão e põe 1s na Ferrari

Com as atualizações trazidas para o fim de semana em Suzuka, a Mercedes foi muito mais rápido que a Ferrari na abertura do fim de semana. Valtteri Bottas liderou o primeiro treino livre, 0s076 mais rápido que Lewis Hamilton. A melhor Ferrari, de Sebastian Vettel, ficou em terceiro, 0s989 atrás

O fim de semana do GP do Japão de Fórmula 1 começou com a Mercedes muito à frente da Ferrari nesta manhã de sexta-feira (11) em Suzuka, ainda noite de quinta-feira no Brasil. Valtteri Bottas foi o mais rápido do primeiro treino livre, deixando Lewis Hamilton 0s076 atrás. Mas o que chama a atenção mesmo é a diferença dos tempos dos carros da Mercedes para os da rival Ferrari. Sebastian Vettel foi o terceiro colocado, terminando a sessão 0s989 atrás do líder, enquanto Charles Leclerc, o quarto, fechou a manhã com déficit de 1s181.

A Mercedes tem seu primeiro match-point para confirmar o hexacampeonato do Mundial de Construtores neste fim de semana. Basta à equipe prateada somar apenas 15 pontos a mais do que a Ferrari para conquistar mais um título na sua trajetória vitoriosa nesta década.

A Red Bul completou a manhã com a condição de terceira força em Suzuka. Max Verstappen terminou em quinto, seguido por Alexander Albon, seu companheiro de equipe. É a primeira vez que a equipe taurina acelera no Japão como parceira da Honda.

Já a antiga parceira, a McLaren, foi a 'melhor do resto' com Carlos Sainz, que finalizou em sétimo depois de ter enfrentado problemas no início do treino. Sergio Pérez e Lance Stroll, da Racing Point, e Lando Norris, também da McLaren, foi o décimo. E Naoki Yamamoto, que fez sua estreia com um carro de F1, terminou em 17º com a Toro Rosso, mas não comprometeu, ficando muito perto do tempo de Daniil Kvyat.

A F1 volta a acelerar em Suzuka logo mais, às 2h (horário de Brasília), com o segundo treino livre. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL. Siga tudo aqui.

Valtteri Bottas foi o mais rápido em Suzuka nesta manhã de sexta-feira (Foto: Mercedes/Twitter)

Saiba como foi o primeiro treino livre do GP do Japão

Pouco antes do início da sessão que abriu o fim de semana do GP do Japão, a F1 anunciou o que já era ventilado no paddock na quinta-feira. As atividades previstas para sábado foram canceladas, e o treino classificatório foi transferido para a manhã de domingo, a partir de 10h locais (22h de sábado pelo horário de Brasília).

A grande novidade da sessão na pista foi a presença de Naoki Yamamoto, piloto da Honda na Super Formula japonesa, que assumiu o cockpit de Pierre Gasly na Toro Rosso. A empolgação do piloto da casa contrastava com expressões preocupadas na McLaren por conta de uma pane sofrida pelo carro de Carlos Sainz logo na saída do pit-lane. A direção de prova teve de acionar o safety-car virtual.

Lewis Hamilton chegou a liderar a sessão nesta sexta-feira (Foto: Mercedes)

Tão logo a pista foi liberada, os pilotos da Mercedes saíram para fazer suas primeiras voltas rápidas. Valtteri Bottas virou 1min31s351, sendo superado pouco depois por Lewis Hamilton com 1min30s881. A tendência era que, com um treino a menos, as duas sessões da sexta-feira fossem bem mais movimentadas que o normal. Ao longo da sessão, os carros foram deixando os boxes e, ao mesmo tempo, os tempos foram melhorando.

Dentre os carros de ponta, apenas as Mercedes tinham seus melhores tempos feitos com os pneus médios. Max Verstappen colocava a Red Bull, empurrada pelo motor Honda, em terceiro, 0s219 atrás, superando as Ferrari de Charles Leclerc e Sebastian Vettel, além da outra Red Bull, de Alexander Albon, que vinha em sexto, com Lando Norris sendo o 'melhor do resto' com a McLaren.

No início do segundo terço do treino, Leclerc foi 0s009 mais rápido que Verstappen e assumiu o terceiro lugar com uma volta bastante agressiva, com o monegasco atacando as zebras do circuito japonês. No giro seguinte, Leclerc vinha muito lento na pista. E Bottas, que estava logo atrás, teve de travar o pneu dianteiro esquerdo para não bater na Ferrari do jovem. Hamilton, que também vinha rápido, chegou a dar uma escapada da pista, enquanto Carlos Sainz conseguia marcar seus primeiros tempos.

Charles Leclerc, desta vez, ficou longe dos tempos da dupla da Mercedes (Foto: Ferrari)

No stint de voltas rápidas, a Mercedes se manteve à frente mesmo com seus pilotos usando novos jogos de pneus médios. Bottas tinha 1min30s524 e estava 0s181 mais rápido que Hamilton. Leclerc vinha em terceiro, mas 0s518 atrás do líder.

A liderança da Mercedes durou por quase uma hora, quando Vettel cravou 1min29s720 para subir para a ponta. Leclerc veio em seguida para completar sua volta, mas ficou 0s192 atrás do tetracampeão. A diferença do líder para Bottas, em terceiro, era de 0s8, com o finlandês tendo seu melhor tempo com os pneus médios.

Destaque para a performance muito boa de Yamamoto, que teve sua primeira chance de guiar um carro de F1 em um treino livre oficial. O japonês conseguia inclusive andar à frente de Daniil Kvyat e não comprometia. Quem também andava muito bem era Sergio Pérez, que conseguia o sexto tempo, com direito à melhor parcial no terceiro setor.

Naoki Yamamoto fez boa estreia na F1 nesta sexta-feira em Suzuka (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Com menos de 30 minutos para o fim do treino, Hamilton e Bottas foram à pista com pneus macios novos. Lewis fez uma grande volta e destruiu o tempo de Vettel em quase 1s (0s913, para ser mais exato), com direito à melhor parcial nos três setores — durante a volta, foi possível ver as chamas do freio do carro do pentacampeão. Só que Bottas conseguiu ser ainda melhor que o britânico e retomou a liderança da sessão com 1min28s731, sendo 0s076 mais rápido que Hamilton.

Na reta final da sessão, Sainz confirmou a boa forma da McLaren e superou os problemas do início da sessão para se colocar em sétimo, à frente das Racing Point de Pérez e Lance Stroll, enquanto Norris fechava o top-10 com a outra McLaren. Àquela altura, já na reta final do treino, Kvyat superava Yamamoto por apenas 0s102 e subia para 16º lugar. E Antonio Giovinazzi, com problemas, ficava na última colocação.

Paddockast #37
GRANDES RIVALIDADES INTERNAS 

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

F1 2019, GP do Japão, Suzuka, treino livre 1:

1 V BOTTAS Mercedes 1:28.731   26
2 L HAMILTON Mercedes 1:28.807 +0.076 25
3 S VETTEL Ferrari 1:29.720 +0.989 26
4 C LECLERC Ferrari 1:29.912 +1.181 20
5 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:30.046 +1.315 22
6 A ALBON Red Bull Honda 1:30.375 +1.644 24
7 C SAINZ JR McLaren Renault 1:30.702 +1.971 21
8 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:30.810 +2.079 21
9 L STROLL Racing Point Mercedes 1:30.959 +2.228 27
10 L NORRIS McLaren Renault 1:31.001 +2.270 24
11 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:31.283 +2.552 25
12 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:31.307 +2.576 27
13 N HÜLKENBERG Renault 1:31.426 +2.695 29
14 D RICCIARDO Renault 1:31.563 +2.832 25
15 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:31.785 +3.054 22
16 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:31.920 +3.189 23
17 N YAMAMOTO Toro Rosso Honda 1:32.018 +3.287 30
18 G RUSSELL Williams Mercedes 1:32.800 +4.069 23
19 R KUBICA Williams Mercedes 1:33.484 +4.753 27
20 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:36.887 +8.156 4
    Tempo 107% 1:34.942 +6.211  
           
REC L HAMILTON Mercedes 1:27.319 07/10/2017  
MV K RÄIKKÖNEN McLaren Mercedes 1:31.540 09/10/2005  

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube