Bottas pede mais testes para pilotos novatos: “É muito difícil conseguir uma vaga na F1 hoje em dia”

Para o jovem piloto finlandês, os poucos testes para os novatos diminuem a chance de mudanças drásticas no line-up das equipes entre uma temporada e outra. Falando de seu futuro, ele diz que está preparado para entrar na F1 já no próximo ano

Com 12 treinos livres nesta temporada pela Williams, Valtteri Bottas é um forte candidato a ocupar uma vaga na equipe na próxima temporada. Mas olhando para a situação de outros pilotos, ele acredita que os novatos não conseguem oportunidades na F1 por conta da falta de testes ao longo do ano e, por isso, não têm experiência suficiente para brigar com força por uma vaga no grid.

“Essa é minha opinião porque, obviamente, é muito difícil para os jovens pilotos, hoje em dia, conseguirem uma promoção e não precisamos ir muito longe para ver que havia muitos testes e pilotos mais jovens começando por aqui”, disse o finlandês.

Bottas pede mais testes para jovens pilotos ao longo da temporada da F1 (Foto: Williams/LAT)

“Então [com os testes], as equipes poderiam ver realmente quais pilotos eram bons. É uma pena que seja assim hoje em dia e a situação é a mesma para todos que estão na minha faixa etária. Talvez isso possa melhorar com a introdução de mais testes para os pilotos novatos”, continuou o piloto, que tem 23 anos, a idade de muitos pilotos que estão na GP2 e na World Series.

Cotado para ocupar a vaga de Bruno Senna, Bottas conta que está pronto para dar o próximo passo na F1, claro, se tiver uma oportunidade para isso na próxima temporada, mesmo com pouca quilometragem na categoria.

“Se esse é o máximo que posso fazer, então vai ter que ser suficiente. No final, você quer apenas fazer sua estreia e ver onde está [em comparação com os outros]. Mas se você me perguntar se estou pronto para correr, definitivamente, sinto que quero ter minha primeira chance em breve”, explicou.

O piloto admitiu que está sentindo a falta de ritmo nesta segunda metade da temporada, já que não estava competindo e focou o ano apenas nos testes nos treinos da sexta-feira pela Williams. “Eu estou sentindo mais esta segunda metade da temporada… porque não competi neste ano e o segundo semestre tem sido um pouco mais difícil para mim, porque estou passando pouco tempo no carro. Então, definitivamente, sinto que é hora de ter um pouco mais”, apontou.

Campeão da GP3 em 2011, Bottas admite, mais uma vez, que vai buscar outra categoria para competir se não fechar contrato com alguma equipe da F1 para a próxima temporada. “Acho que terei que fazer isso. Porque duas temporadas pilotando tão pouco como agora seria muito”, comentou. “A GP2 é uma boa opção, mas o problema é que você não pode treinar nas sextas-feiras com a F1. Espero não precisar disso, porque, definitivamente, a prioridade é ter um carro da F1 no próximo ano”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube