Brawn diz que Vettel teve “reação provocada por adrenalina” no Azerbaijão, mas avalia punição como justa

Ross Brawn entendeu que a punição recebida por Sebastian Vettel pela 'briga de trânsito' com Lewis Hamilton em Baku foi justa, mas saiu em defesa do tetracampeão, apontando que o alemão não premeditou nada

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A 'briga de trânsito' protagonizada por Lewis Hamilton e Sebastian Vettel em Baku ainda está dando pano para manga. Depois que a FIA confirmou que vai analisar no próximo dia 3 "novas ações" do acidente e, quem sabe, aplicar novas punições aos pilotos, muita gente tem se manifestado acerca do assunto. Ross Brawn foi mais um deles. O diretor-esportivo do Liberty Media defendeu Vettel, afirmando que o tetracampeão agiu por impulso e que a punição de 10s parado nos boxes recebida durante o GP do Azerbaijão já foi suficiente.
 
Para o ex-chefe de equipe e engenheiro britânico, a repercussão só ganhou essa proporção porque Hamilton teve de ir aos boxes para ajeitar a proteção do capacete. Se o inglês tivesse vencido, Brawn entende que não haveria tanta discussão.
 
"Sebastian fez algo que não deveria ter feito e foi punido por isso. Não fosse o problema que teve o Lewis na proteção do capacete, estaríamos com o campeonato em uma situação bem diferente, ele teria vencido a corrida e a repercussão seria outra", disse à emissora britânica 'BBC'.
 
Para Brawn, ficou evidente que Vettel não planejou jogar o carro em Hamilton depois do toque e a ação do alemão apenas deixou clara a gana de ambos pelo caneco.
 
"Não foi nada premeditado, isso ficou claro. Vettel teve uma reação provocada pela adrenalina pela pela paixão que corre nas veias. Não deveria ter feito isso, mas mostra bem a paixão que esses caras têm por vencer o Mundial de Pilotos. Queremos ver essa paixão", seguiu.
Ross Brawn não acha que acabou o respeito entre os rivais (Foto: Twitter)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O britânico acredita que a rivalidade de Hamilton e Vettel tende a crescer nas pistas, mas não imagina que os dois deixem de se respeitar.
 
"Os dois se respeitam muito e esse acidente não mudou isso. Não é um incidente que vai acabar com tudo o que já haviam construído. Acho que a competição pode ficar mais acirrada, mas só isso. Não entendo que Lewis fez algo de errado, mas Sebastian entendeu assim e, no calor do momento, fez o que fez. É compreensível", afirmou.
 
Brawn terminou garantindo que Vettel aprendeu com o ocorrido e espera ver mais disputas intensas nas pistas nas próximas corridas.
 
"Sebastian vai refletir sobre o que fez e aprenderá com o erro. Queremos ver a paixão deles por vencer mais vezes, mas talvez não tão aflorada quanto foi em Baku", completou.
 
POLÊMICA MOSTRA QUE VETTEL PISOU NA BOLA E HAMILTON FOI MALANDRO EM BAKU

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube