Sainz diz que Ímola intimida por ser “onde se perdeu talento mais especial da F1”: Senna

O piloto da Ferrari, Carlos Sainz, que nasceu meses após a morte de Ayrton Senna, mostrou-se fã do tricampeão mundial e falou do peso que Ímola carrega

O jogo F1 2021 vem aí (Vídeo: Codemasters)

O Mundial de Fórmula 1 passou quase uma década e meia sem andar em Ímola, mas volta à pista pela segunda vez em dois anos neste fim de semana. Quando o assunto é a casa do antigo GP de San Marino e atual GP da Emília-Romanha, nunca se deixa de falar sobre Ayrton Senna, que morreu no local após acidente em 1994. O primeiro a falar sobre o tricampeão mundial neste ano foi Carlos Sainz: segundo o espanhol trata-se de algo que intimida os pilotos.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
Leclerc diz que é “meta realista” colocar Ferrari atrás só de Red Bull e Mercedes

Sainz já é um piloto experiente na Fórmula 1, está no começo de sua sétima temporada no volante do Mundial, mas sequer era nascido quando Senna fazia parte do grid: nasceu em setembro de 1994. Mesmo assim, conhece bastante o Senna que está nos livros de história, vídeos de internet e filmes.

Desta forma, chegar na Ímola que viu a carreira de Senna ser interrompida carrega um peso muito evidente.

“Honestamente, de verdade, sei tudo que dá para saber por documentários, livros, informações do paddock, conversando com pessoas que conheceram ou tiveram algum tipo de reunião e experiência com ele. Mas, claro, do lado pessoal, a gente sabe muito pouco. São coisas que vemos em vídeos, entrevistas – todas essas entrevistas famosas no YouTube – e documentários famosos que estão disponíveis”, disse.

27 anos depois de sua morte, Senna ainda é assunto obrigatório (Foto: AFP)

“Tudo isso já faz um bom trabalho em fazê-lo parecer a lenda que ele é e, sabe, voltar ao lugar onde Senna perdeu a vida é algo que intimida e um tanto emotivo para todos os pilotos da F1. porque sabemos que aqui se perdeu provavelmente o talento mais especial da história da F1”, seguiu.

“Pilotos da MotoGP e outras categorias, quando falam de F1, todos lembrar de Senna e como ele foi especial. Creio que todos os atletas percebem o quão especial Ayrton foi e, graças a esses vídeos do YouTube e aos documentários, continuamos sabendo como ele foi diferente, carismático e especial”, afirmou.

Novo piloto da Ferrari, Sainz fará sua primeira corrida vestido de vermelho na Itália.

O GRANDE PRÊMIO acompanha as atividades do GP da Emília-Romanha AO VIVO e EM TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar