Chefão minimiza impacto de eventual aposentadoria de Hamilton: “F1 é sólida”

Stefano Domenicali, CEO da Fórmula 1, garantiu que o Mundial tem o necessário para seguir em frente se Lewis Hamilton realmente deixar a categoria em 2022

Depois da novela envolvendo Mercedes e Lewis Hamilton, o britânico renovou contrato para seguir por mais um ano no início de 2021. No entanto, na contramão das muitas indagações se este seria um sinal ou não de uma possível aposentadoria, após o GP da Emília-Romanha, o heptacampeão mundial testou os novos pneus da Pirelli, de 18 polegadas e listou motivos para permanecer na F1 em 2022.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Porém, se o piloto realmente anunciar em algum momento que deixa a Fórmula 1 no ano que vem, esse não será o fim do mundo para Stefano Domenicali, diretor-executivo da categoria, que afirma que a F1 já passou por isso e sobreviveu com a aposentadoria de grandes nomes do passado.

“Com certeza Lewis Hamilton é um grande trunfo”, disse o italiano. “Ele está fazendo um trabalho incrível para o lado esportivo em termos de imagem. Ele foi capaz de desenvolver a F1 em outras áreas que não eram especificamente relacionadas à F1″, completou, relembrando o ativismo do piloto, que foi até premiado no Laureus.

LEWIS HAMILTON; GP DA EMÍLIA-ROMANHA; ÍMOLA;
Lewis Hamilton ainda não falou abertamente sobre seu futuro, mas deu indícios de que quer seguir na F1 em 2022 (Foto: Mercedes)

“Mas a própria F1 é forte, e os pilotos, campeões, estão sempre em um lugar onde um dia podem se aposentar”, continuou. “A F1 é sólida, robusta e, com certeza, qualquer que seja a decisão de Lewis, a F1 vai reagir e seguir em frente.”

O executivo ainda revelou que está conversando com o piloto da Mercedes, mas que no momento, o foco do britânico é apenas a atual temporada e a busca pelo oitavo título.

https://open.spotify.com/episode/2rp6Jzc9JGEGLkjPanwfTk

“Estamos conversando com ele, mas é claro, agora ele está focado em sua temporada, ele está totalmente otimista de que será o único piloto a vencer oito títulos na história da F1”, relatou.

“Se ele decidir um caminho diferente, a boa notícia é que na F1 temos tantos bons pilotos hoje que terão pelo menos o desafio, terão chance, serão ainda mais fortes. Portanto, é claro, qualquer que seja a decisão de Lewis, nós a respeitaremos. Mas a F1 é realmente sólida e forte”, concluiu.

Fórmula 1 volta a acelerar em Barcelona na manhã deste sábado para o terceiro treino livre, às 7h (de Brasília). Já a classificação que vai definir o grid de largada da quarta etapa da temporada está marcada para 10h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar