Chances de Lotus brigar pelo título de 2013 dependem de orçamento, afirma Grosjean

A Lotus começou a temporada com vitória no GP da Austrália, mas a saúde financeira do time tem sido bastante questionada e isso vai interferir diretamente nas chances de título

O francês Romain Grosjean foi mais um a exaltar o potencial de título da equipe Lotus, porém, atentar para o lado financeiro do time. A equipe de Enstone não tem um patrocinador-máster e continua sendo bancada, majoritariamente, por seu dono, o grupo financeiro Genii, de Gérard Lopez. O segundo piloto do time acredita que, caso uma injeção maior de dinheiro não aconteça, brigar por título ficará difícil.

Kimi Räikkönen surpreendeu ao mostrar um excelente ritmo de corrida na Austrália e, com uma estratégia diferente, de apenas duas paradas, contra três da concorrência, largar em sétimo e vencer na abertura do campeonato. Ali, a Lotus mostrou que fez um bom carro. Faltam os recursos para continuar no topo até a 19ª corrida do ano, o GP do Brasil, no fim de novembro.

Potencial a Lotus tem, acredita Grosjean. Falta o dinheiro (Foto: Andrew Ferraro/Lotus)

Segundo Grosjean, brigar por título “depende do dinheiro que tivermos; isso é chave na F1”. Décimo colocado em Melbourne e sexto em Sepang, o franco-suíço elogiou a estrutura existente em Enstone. “Sabemos que temos um bom pessoal, que eles são capazes de fazer um carro vencedor, que o desenvolvimento e as ferramentas estão na fábrica”, disse. Então, ponderou: “Mas, de novo, tudo é uma questão do que você consegue investir”.

Nessa questão financeira, o início de campeonato vencedor serve de alento, afinal, começar na frente pode ajudar a conseguir um bom patrocínio. “Espero que a gente consiga mais patrocinadores, mais desenvolvimento, e depois mais vitórias e depois mais patrocinadores. É um ciclo”, declarou.

Durante o inverno europeu, especulou-se que a empresa norte-americana de tecnologia Honeywell havia fechado um acordo de mais de R$ 60 milhões com a Lotus. À época, isso foi desmentido pelo comando do time, e, de fato, a informação não se confirmou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube