Chefe da Ferrari afirma que não podia impedir Pérez de se transferir para McLaren

Stefano Domenicali disse que mesmo Sergio Pérez fazendo parte da Academia da Ferrari a equipe italiana não poderia impedi-lo de se transferir para a McLaren, já que o sucesso do mexicano sempre esteve em primeiro plano

A saída de Sergio Pérez da Academia da Ferrari para a McLaren – uma das principais rivais da equipe italiana – repercutiu em Maranello. Nesta sexta-feira (4), em Suzuka, o chefe da escuderia, Stefano Domenicali, afirmou que não tinha o direito de segurar o piloto mexicano após ele ter recebido uma boa proposta.

“Ele teve essa oportunidade e o que desejamos a ele é o melhor para o futuro. Eu acho que quando ele recebeu essa oferta ou negociava com outra grande equipe nós não tínhamos nenhum direito de segurá-lo ou dizer algo a respeito porque ele é um piloto que está trabalhando para a Sauber”, declarou.

Stefano Domenicali afirmou que não tem novidades sobre a Ferrari em 2013 (Foto: Ferrari/ Ercole Colombo)

Apesar disso, o dirigente afirmou que foi o trabalho de Pérez na equipe italiana que o tornou um alvo tão interessante para as rivais. “Como eu disse, acho que a Ferrari deu a ele um pouco de experiência em ajudá-lo a entender algumas coisas”, disse.

“Nós precisamos aceitar isso e ver o que vai acontecer. Estamos trabalhando com outros jovens pilotos que esperamos trazer para a nossa equipe quando estiverem prontos, então isso é o que posso dizer”, completou o dirigente, lembrando que há outros talentos promissores – como Jules Bianchi e Raffaele Marciello – na Academia da Ferrari.

O chefe da escuderia italiana também foi questionado sobre o companheiro de Fernando Alonso em 2013. Mais uma vez, Domenicali desconversou e disse que fará um pronunciamento apenas quando tiver algo acertado.

“Eu acho que ir adiante com esse tipo de especulação não é relevante ou interessante. Como eu disse antes, nós vamos explicar qual é a situação e até eu ter alguma notícia vou ficar quieto. Além disso, eu começaria a ficar chato dando a mesma resposta a essa mesma questão”, afirmou.

O dirigente, por fim, comentou sobre a aposentadoria de Michael Schumacher, dizendo que está contente pelo piloto alemão, já que deseja o melhor para ele. 

“Ele é um heptacampeão mundial, mas ainda é um dos principais pilotos da categoria e, como amigo dele, eu estou muito feliz com a decisão que ele tomou porque com a experiência que tem chegou à conclusão de que essa é a melhor situação. Todos nós, também falando por toda a família Ferrari, desejamos a ele o melhor no futuro”, encerrou.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube