Chefe da Haas mantém pés no chão e diz que pontuar em 2021 já seria “fantástico”

A Haas sabe que 2021 será um ano duro, tanto pelo carro defasado quanto pelos pilotos inexperientes. O chefe Guenther Steiner determinou expectativas bem humildes para a temporada

A Fórmula 1 divulgou uma simulação de volta no mais novo circuito de rua da Fórmula 1, Jidá, na Arábia Saudita (Vídeo: Fórmula 1)

Num passado não muito distante, a Haas era uma equipe capaz de brigar de igual para igual por posições de destaque do pelotão médio da Fórmula 1. Os anos passaram, a equipe andou para trás, e 2021 promete ser um ano dos mais duros. O chefe Guenther Steiner deixa isso claro: pontuar na temporada vindoura, algo comum até pouco tempo atrás, já será “fantástico”.

Steiner tem motivos para pensar assim. A equipe trocou dois pilotos experientes, Romain Grosjean e Kevin Magnussen, por dois novatos, Mick Schumacher e Nikita Mazepin. Além disso, a Haas optou por não desenvolver o carro de 2021, que é quase o mesmo que o de 2020, para concentrar esforços em 2022.

“Eu espero que os pilotos aprendam o máximo possível e talvez até façam mais do que isso, pensando na preparação para o ano que vem. Se a gente conseguir um ou dois pontos, seria fantástico. Só que somos realistas e sabemos que pontos serão difíceis. Desde que a gente aprenda e melhore, fico feliz. Será difícil esse ano, mas vamos tirar algo de positivo desse ano”, disse o chefe da Haas, entrevistado pelo site Race Fans.

GUIA F1 2021
+F1 se prepara para duelo Hamilton x Verstappen em ano pandêmico e incerto
+Mercedes enfrenta revés com carro instável, mas abre temporada favorita
+Verstappen encara perspectiva de briga por título e desafio com Pérez
+Gasly muda de patamar e se mostra pronto para liderar AlphaTauri
+McLaren ganha reforços e mira consolidação no top-3 da Fórmula 1
+Alpine ousa com carro arrojado e mira top-3 no retorno de Alonso

A Haas não está lá muito otimista com 2021 (Foto: Haas)

“A luz no fim do túnel é 2022, quando voltaremos com força total. Nós nos reformulamos ano passado, demos um passo para trás para dar dois para a frente. Claro que algumas coisas são desafiadoras, mas acho que somos capazes. No fim das contas, são nove meses e 23 corridas. Estamos preparados e vamos chegar lá”, destacou.

O melhor ano da Haas na F1 foi 2018, que terminou com um quinto lugar no Mundial de Construtores. Aí chegou 2019 e o carro nasceu cheio de problemas. Em 2020, o problema passou a ser também o motor Ferrari. É assim que a escuderia despencou para penúltimo, superando apenas a Williams.

O primeiro GP da temporada 2021 é já neste fim de semana. Trata-se do GP do Bahrein, em Sakhir, no dia 28 de março.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube