Chefe da McLaren descarta aumento de custos com retorno de testes durante temporada em 2014

Martin Whitmarsh, chefe de equipe da McLaren, entende que o retorno dos testes durante o campeonato não vai provocar um aumento desenfreado dos custos para os times da F1

A F1 não vai enfrentar uma alta nos custos com o retorno dos testes durante o andamento da temporada no próximo ano. A frase é de Martin Whitmarsh, chefe de equipe da McLaren. A proposta para a volta dos treinamentos, discutida durante o GP do Canadá pelo Grupo de Trabalho Esportivo da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), foi aprovada por oito das 11 equipes e será levada à mesa do Conselho Mundial de Automobilismo da entidade, no próximo 28 de junho.

Embora tenha existido certa preocupação com um aumento de gastos mais em um momento de contenção de custos, Whtimarsh acredita que a estrutura pela qual será viabilizada a reintrodução dos testes vai atenuar a situação. "Historicamente sempre apoiei a limitação de testes, bem como diversas outras restrições, mas o compromisso de testar logo em seguida de uma corrida na Europa, na terça, na quarta e na quinta já torna o negócio muito mais prático", explicou.

Chefe da McLaren acredita que testes durante temporada serão benéficos (Foto: McLaren)

"O que temos feito também é tirar uma infinidade de eventos de exibição, testes aerodinâmicos e treinos para jovens pilotos. É um equilíbrio, é um compromisso que foi feito e que espero obter um acordo unânime das equipes. Nós temos, no entanto, de continuar a procurar maneiras de reduzir os custos para as pequenas equipes e ter consciência dos desafios deste negócio", completou.

Mas o busca pela diminuição de custos com relação à realização dos testes esbarra também nos direitos comerciais da F1, que atualmente são de propriedade de Bernie Ecclestone. "Temos tentado e feito de tudo um pouco e, por meio destes testes juntos, podemos fazer acordos com os circuitos", disse.

"Mas isso é mais uma questão para o detentor dos direitos comerciais, porque quando estamos correndo todos juntos, ele detém os direitos", acrescentou.

De acordo com a proposta discutida pelas equipes em Montreal, serão quatro baterias de testes na pré-temporada e outras quatro durante o campeonato, logo depois de etapas realizadas na Europa.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube