Chefe da Mercedes vê Rosberg e Hamilton no mesmo nível e espera “verdadeira batalha” pela vitória na Malásia

O GP da Malásia, no próximo 2 de outubro, já é aguardado com ansiedade pelo mundo da F1 como um todo e pela cúpula da Mercedes em particular. Diante da bela disputa pelo título mundial, Toto Wolff entende que não há favoritos na batalha entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg. Niki Lauda, por sua vez, disse que é chegada a hora de o tricampeão enfim reagir

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A expectativa em torno do GP da Malásia de F1 é grande, sobretudo pelo desfecho do GP de Cingapura, que colocou novamente Nico Rosberg na ponta do Mundial de Pilotos em 2016. Vitorioso em Marina Bay, o alemão agora tem oito pontos de vantagem para Lewis Hamilton, que parecia ter todas as credenciais para conquistar o tetra, mas foi superado pelo seu companheiro de equipe nas três corridas após as férias de verão.
 
A ansiedade na cúpula da Mercedes para a corrida em Sepang, marcada para 2 de outubro, é bastante grande. Toto Wolff, por exemplo, não vê favoritos à vitória no circuito malaio e acredita em uma verdadeira batalha entre Rosberg e Hamilton.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

A cúpula da Mercedes prevê dura batalha entre Rosberg e Hamilton até o fim da temporada (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
“Cingapura é uma pista anti-Mercedes e foi um desastre para nós no ano passado, mas desta vez nós vencemos. Vamos ver agora uma verdadeira batalha na Malásia e veremos qual dos dois vai vencer. Não posso prever”, comentou o chefe da Mercedes em entrevista à agência de notícias ‘APA’.
 
Ciente do grande potencial de Hamilton, Wolff deixou claro que o britânico jamais pode ser descartado da luta de um título que, ao que tudo indica, só será definido na última corrida da temporada, em Abu Dhabi.
 
“Vi o melhor Rosberg em Cingapura, mas isso não quer dizer que Hamilton esteja abaixo da forma. Os papéis de ambos podem se inverter novamente na próxima corrida. Acho que a luta vai continuar até o fim da temporada porque a situação não para de mudar. Eu os vejo no mesmo nível”, avaliou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Diferente de Wolff, Niki Lauda, presidente não-executivo da Mercedes, aposta que o britânico deverá levar a melhor em Sepang. O tricampeão do mundo acredita que um triunfo de Hamilton na Malásia será crucial para suas pretensões de título.

 
“Lewis deve reagir com toda sua força em Kuala Lumpur para frear uma incrível sequência de Rosberg”, disse o austríaco à emissora alemã RTL.
PADDOCK GP #47 DISCUTE F1, FINAL DA INDY E FALA SOBRE ALEX ZANARDI

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube