Chefe fala em melhorar ação, tornar F1 “mais cativante” e admite: “GP de Abu Dhabi não foi o que queremos no esporte”

Diretor-executivo da F1, Chase Carey reconheceu que GP de Abu Dhabi não teve o time de corrida desejada no esporte. Dirigente falou em melhorar a ação e tornar o Mundial mais cativante para atrair novos fãs

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Diretor-executivo da F1, Chase Carey não ficou nada satisfeito com o encerramento da temporada 2017. O chefão da categoria destacou que Abu Dhabi é capaz de oferecer um ótimo show e um grande evento, mas reconheceu que a qualidade da corrida deixou a desejar.
 
Fechando o primeiro ano de comando do Liberty Media, Carey avaliou que é preciso melhorar a competição e tornar a F1 mais cativante.
Chase Carey não ficou nada satisfeito cm o encerramento da temporada 2017 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Abu Dhabi faz um grande show e um grande evento, mas a corrida em Abu Dhabi não foi o que queremos no esporte hoje”, disse Carey. “Nós precisamos melhorar a competição, melhorar a ação, tornar o esporte mais cativante. Nós usamos a palavra espetáculo e deveria ser assim”, seguiu.
 
“Outros carros [deveriam] ter a chance de vencer, ter o inesperado e ter eventos na pista que realmente façam jus ao que faz da F1 tão especial”, ponderou. 
 
Dados divulgados pela Pirelli indicam que a temporada 2017 viu uma redução no número de ultrapassagens. No total, foram 435 manobras em 20 corridas, contra as 866 das 21 provas do ano passado. 
 
De acordo com o dirigente, as equipes concordam com a meta de melhorar as corridas, mas ainda não existe um plano detalhado para alcançar esse objetivo.
 
“Obviamente, nos detalhes temos diferenças. Todos sabem as iniciativas que temos em termos de motores, custos, regras e tudo mais. Todos nós estamos tentando atingir isso”, falou. 
 
Carey avaliou, ainda, que é importante agradar os fãs mais fiéis da categoria, mas sublinhou que a F1 também trabalha com a meta de atrair novos espectadores.
 
“As pessoas que estão conosco há mais tempo e que são os fãs principais, provavelmente são aqueles que gostam daquilo com que cresceram”, comentou. “Eles são a fundação do esporte. Nossos fãs históricos são tremendamente importantes”, frisou.
 
“Mas nós queremos atrair novos fãs. E, para trazer novos fãs, nós temos de buscar maneiras de respeitar a história e o que fez do esporte especial. Temos de encontrar maneiras de atrair e engajar novos fãs. Temos de atrair uma nova geração”, insistiu. “Isso começa com o esporte na pista. Podemos tornar a competição melhor, a ação melhor. Aí, em torno disso, queremos garantir que seja um esporte que capta a imaginação de todos”, continuou.
 
“É um ótimo esporte, com grandes estrelas, grandes marcas e grandes heróis. É um esporte incrivelmente cativante que combina competição com tecnologia de ponta, algo que acho que choca e impressiona os fãs”, declarou. “É ótimo. Mas podemos torná-lo muito melhor”, encerrou.
FALTA DE HONESTIDADE

PERDA DE ETAPA DA FÓRMULA E É DESASTROSA PARA SÃO PAULO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube