Chuva e neblina impedem TL1 do GP de Eifel e frustram Schumacher em Nürburgring

A densa neblina nesta manhã de sexta-feira não ofereceu condições para o helicóptero médico da F1 decolar em caso de necessidade. Desta forma, a direção de prova não liberou o início do treino livre 1 do GP de Eifel

Toda a expectativa pela primeira vez de Mick Schumacher a bordo de um carro de Fórmula 1 num treino oficial foi frustrada nesta manhã de sexta-feira (9). Isso porque a direção de prova se viu forçada a impedir a presença dos carros na pista para o treino livre 1 do GP de Eifel, 11ª etapa do Mundial de Fórmula 1, em Nürburgring. Por conta da forte chuva e neblina na região do circuito alemão, não havia condição de o helicóptero médico decolar em caso de necessidade e, por isso, não foi possível liberar a realização do treino propriamente dito.

Assim como Mick, que aguardava a oportunidade para acelerar pela primeira vez de forma oficial na Fórmula 1, a bordo do carro da Alfa Romeo, outra estreia programada para esta manhã seria a de Callum Ilott. Da mesma forma que Schumacher, o britânico também é membro da Academia de Pilotos da Ferrari. Ilott tinha o numeral #50 estampado no carro da Haas, mas foi outro que não teve como debutar em uma sessão do Mundial de F1.

F1; FÓRMULA 1; GP DE EIFEL; NÜRBURGRING; SEXTA-FEIRA;
Chuva forte e muita neblina nesta manhã de sexta-feira em Nürburgring (Foto: Alfa Romeo)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O cronômetro foi disparado às 11h locais (6h de Brasília), mas o início propriamente dito do treino foi adiado em meia hora. O procedimento foi repetido pela direção de prova, que aguardava pela melhora nas condições climáticas.

Além da chuva, que se fazia presente, Nürburgring teve muito frio nesta manhã, com temperatura ambiente de apenas 11ºC. Isso com a presença de público nas arquibancadas. A organização do GP de Eifel disponibilizou um total de 20 mil ingressos à venda para o fim de semana.

Michael Masi, diretor de provas da Fórmula 1, explicou os motivos de não poder liberar o início do treino nesta manhã.

F1; FÓRMULA 1; GP DE EIFEL; NÜRBURGRING; TL1;
Consegue enxergar algo? Este foi o cenário desta manhã de sexta-feira em Nürburgring (Foto: Reprodução)

“É um pouco desafiador com a neblina que surgiu e, por isso, o helicóptero médico não consegue decolar e voar para o hospital. A distância por terra é muito longa caso alguma coisa aconteça. Efetivamente, abrimos o cronômetro, e vamos fornecer às equipes uma atualização a cada 30 minutos, informando que daremos a eles um aviso de 10 minutos antes de abrirmos a saída do pit-lane”, comentou o australiano.

O fato é que a neblina ficava cada vez mais densa com o desenrolar da manhã. Em nova atualização, a direção de prova adiou em mais meia hora a liberação da pista, mas a verdade é que tratava-se de algo meramente protocolar. Era apenas questão de tempo para que a sessão fosse encerrada.

No fim das contas, às 12h locais, a direção de prova atualizou novamente o status das condições do treino livre 1 e confirmou que a sessão não seria realizada.

F1; FÓRMULA 1; GP DE EIFEL; TL1; NÜRBURGRING;
O público nas arquibancadas em Nürburgring ficou sem ver os carros na pista nesta manhã (Foto: Reprodução)

Frustração para os pilotos em geral, que perderam 90 minutos de pista, mas principalmente para Schumacher e Ilott. Além dos fãs nas arquibancadas, que desembolsaram até R$ 3 mil por um ingresso para acompanhar a Fórmula 1 neste fim de semana em Nürburgring.

O segundo treino livre do GP de Eifel de Fórmula 1 está marcado para 10h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube