Com arco-íris como símbolo, Fórmula 1 cria iniciativa para promover diversidade

A Fórmula 1 criou a iniciativa #WeRaceAsOne [corremos juntos, em tradução livre] para promover causas sociais em cada GP. Com o arco-íris como símbolo, o movimento começa já na Áustria, valorizando profissionais da saúde e a causa antirracista

A Fórmula 1 começou a segunda-feira (22) com medidas para promover maior diversidade. A categoria anunciou a criação da iniciativa #WeRaceAsOne [corremos juntos, em tradução livre], uma campanha que tem como objetivo divulgar diferentes causas sociais em cada fim de semana de corrida.

A iniciativa começa já no GP da Áustria, corrida que abre a temporada 2020 em 5 de julho. A prova no Red Bull Ring vai ser uma plataforma para expressar tanto gratidão a profissionais da saúde por esforços durante a pandemia do coronavírus quanto apoio a protestos antirracistas. A F1 determinou que o símbolo da campanha será um arco-íris.

“Essa iniciativa vai ser a plataforma para combater os maiores problemas enfrentados pelo nosso esporte e pelo mundo”, explicou a F1 via comunicado. “Não vai ser algo que dura uma semana ou um ano e que depois some conforme as manchetes se esgotarem. Vai ser algo para guiar a estratégia da F1 e fazer uma diferença tangível no nosso esporte e na nossa sociedade”, seguiu.

O arco-íris representa a mais nova iniciativa da F1, o #WeRaceAsOne (Foto: Divulgação)

“Na nossa primeira corrida, na Áustria entre os dias 3 e 5 de julho, a Fórmula 1 vai agradecer pessoas ao redor do mundo com arco-íris nos carros de F1 e nos autódromos com a hashtag #WeRaceAsOne [corremos juntos, em tradução livre]. O arco-íris foi escolhido por ser um símbolo internacional para aproximar comunidades em crises recentes. Acreditamos que esse é um gesto importante que vai encorajar fãs a se unir a nós para agradecer. A iniciativa do arco-íris vai continuar ao longo da temporada”, frisou.

“Durante o fim de semana na Áustria, vamos tomar uma posição contra o racismo. Isso vai incluir demonstrações visuais de apoio na luta contra o racismo. Além disso, vamos anunciar nessa semana medidas para aumentar a diversidade e trazer oportunidades para o esporte”, continuou.

A luta contra o racismo ficou ainda mais evidente ao longo das últimas semanas. O assassinado de George Floyd, preto, por policiais nos Estados Unidos foi a faísca para uma série de protestos ao redor do mundo. Na F1, Lewis Hamilton tomou as rédeas e até participou de manifestação antirracista em Londres. Na Nascar, com histórico ainda mais conturbado, Bubba Wallace tenta fazer a diferença – e enfrenta ameaças.

O arco-íris fica visível nos próprios carros da F1. De acordo com montagens divulgadas pela categoria, o símbolo estará presente tanto no halo da McLaren quanto no bico do carro da Renault. Ainda não está claro se todas equipes farão adições às pinturas.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube