carregando
F1

Com foco em testes aerodinâmicos, Räikkönen estreia novo carro da Alfa Romeo com 33 voltas em Fiorano

Kimi Räikkönen foi para a pista com o carro 2019 da Alfa Romeo pela primeira vez nesta quinta-feira (14), em dia de filmagens no circuito de Fiorano. O finlandês não comentou seu desempenho, mas os dirigentes da equipe analisar o que foi observado no curto período de ação

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
A Alfa Romeo foi à pista pela primeira vez desde a troca oficial de nome, já que era a Sauber até 2018, nesta quinta-feira (14). E, com direito a pintura especial de Dia dos Namorados, Kimi Räikkönen deu 33 voltas no circuito de Fiorano, na Itália.

A equipe ainda não apresentou oficialmente seu novo modelo, que será divulgado no primeiro dia de pré-temporada, dia 18 de fevereiro, mas ele já foi experimentado pelo finlandês.

Kimi andou no limite de 100 km para dia de filmagens, um dos dois em que pilotos podem conduzir seus carros fora dos testes oficiais e finais de semana de corrida na F1.
A Alfa Romeo fez o shakedown do novo carro em Fiorano (Foto: Federico Basile)
Simone Resta, diretor-técnico da Alfa Romeo, explicou os objetivos da ida de Räikkönen à pista: "O foco de nosso trabalho foi a aerodinâmica do carro, as configurações e o sistema de resfriamento."

"Demos 33 voltas e usaremos os dados coletados para entendermos melhor as novas regulações, saber como elas afetarão o desempenho de nosso carro. Durante as próximas duas semanas, em Barcelona, estaremos ocupados e concentrados na confiabilidade e no desempenho do carro", completou Resta.

Chefe da equipe, Frédéric Vasseus também comentou o trabalho em Fiorano: "Foi a primeira vez que colocamos na pista o carro de 2019 e pudemos observar o progresso feito em nosso desenvolvimento para os testes em Barcelona."

"Toda a equipe quer começar a temporada com a melhor noção possível do carro. Nossos pilotos e equipe estão motivados e estamos ansiosos para entregar um grande desempenho na temporada", finalizou.