Comissários verificam problema técnico no carro #10, e Kobayashi escapa de punição na Austrália

Após investigação inicial, direção de prova absolve Kobayashi de punição. Japonês, que havia assumido a culpa, volta atrás e diz que acidente não foi seu erro

icone_warmup REVISTA WARM UP 48 | GUIA DA F1 2014:
Tudo o que você precisa saber sobre o novo campeonato


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Ao atender a imprensa, logo após o acidente em que bateu na traseira de Felipe Massa causando fim de corrida para ambos, Kamui Kobayashi havia assumido toda a culpa pelo acontecido, alegando que teve dificuldades em esquentar os pneus antes da largada.

Alguns minutos após a corrida terminar, porém, a Caterham divulgou que o carro #10 teve um problema com os freios e, por isso, o japonês passou direto da curva um, acertando a Williams de Massa. A direção de prova identificou um problema, livrando o japonês de punições, e anunciou investigação junto à equipe malaia para saber aonde foi exatamente.


Culpa de Kobayashi ou não, fato é que Felipe Massa não ficou feliz com o incidente causado pela Caterham #10 (Foto: Getty Images)


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});



Não demorou até que Kobayashi se manifestasse em sua conta oficial no Twitter, falando ter sido informado sobre o problema. Disse que sente muito pelo brasileiro, mas não foi erro seu.

"Fiquei sabendo que uma falha foi a culpada pelo acidente. Sinto pelo Felipe, mas não foi erro meu", disse.

A classificação do Mundial de Pilotos
A classificação do Mundial de Construtores

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube