Confira declarações dos pilotos após sábado de treino livre para GP do Brasil, 18ª etapa do Mundial de F1

Nada diferente na frente nesta sexta-feira (13), primeiro dia de atividades para o GP do Brasil: as duas Mercedes, Nico Rosberg e Lewis Hamilton, dominaram por completo. A Ferrari veio atrás, enquanto Red Bull e Williams se equivaleram

Nenhuma surpresa no primeiro dia de atividades de pista para o GP do Brasil do próximo domingo. Nesta sexta-feira (13), Lewis Hamilton e Nico Rosberg sobraram, se alternando na ponta entre os dois treinos livres. Hamilton foi mais rápido no primeiro, mas Rosberg ganhou no segundo e sai do dia como o mais veloz.
 
Atrás das Flechas Prateadas, as Ferrari conseguiram sobrar também. Sobretudo Sebastian Vettel, segundo colocado em ambos. Kimi Räikkönen foi o quarto no TL2.
Nico Rosberg acelerando em Interlagos (Foto: Getty Images)
Depois disso, as coisas foram mais disputadas. No segundo treino livre, naturalmente onde os carros são mais rápidos, Daniel Ricciardo e Valtteri Bottas dividiram Red Bull e Williams atrás. Romain Grosjean e Nico Hülkenberg colocaram Lotus e Force India logo atrás. Daniil Kvyat e Felipe Massa voltaram a colocar suas equipes para dividir a fila. Serio Pérez e Pastor Maldonado fizeram o mesmo.
 
No 13º posto, Felipe Nasr. Max Verstappen, Carlos Sainz Jr, Jenson Button, Marcus Ericsson, Fernando Alonso, Will Stevens e Alexander Rossi encerraram o grid.

Confira as declarações:

FERRARI

Sebastian Vettel, terceiro: 

“Como um todo, foi um dia difícil. Não conseguimos o melhor momento para nossas voltas, então agora estamos olhando para a análise de nossas voltas. Tomara que dê para dar um passo adiante amanhã, melhorando o carro. Hoje todo mundo sofreu muito com os pneus, eles parecem mais complicados do que ano passado, mas acho que estavam escorregadios para todos. Tentei o melhor que pude, mas talvez não fosse suficiente. O carro estava balançando e saindo muito de traseira. Tomara que amanhã estejamos em melhor forma”

Kimi Räikkönen, quarto: “As duas sessões foram confusas. Muitas coisas aconteceram e não acho que tenhamos uma noção clara. Na manhã, nós passamos meia hora testando aerodinâmica; depois tivemos um trecho, seguido de um pequeno problema com o set-up, então rodei. Pela tarde muitas coisas seguiram acontecendo, sempre que saíamos. Fizemos algumas voltas, mas estava confuso de todos os jeitos. Não vi o que os outros fizeram, nosso ritmo de corrida parecia ok, mas estávamos sofrendo um pouco. Agora precisamos  olhar para o que fizemos hoje e tentar concertar problemas para amanhã. Certamente temos trabalho por fazer”

Daniil Kvyat durante o segundo treino livre brasileiro (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

RED BULL

 
Daniel Ricciardo, quinto: "Top-5 na pista é muito bom para nós. Não estou certo de que podemos esperar ficar lá amanhã, mas isso definitivamente é a meta. Normalmente, quando temos uma sexta-feira como esta, o final de semana se desenrola um pouco melhor. Eles mudaram um pouco as zebras nas curvas dois e oito. Nós costumávamos poder colocar as quatro rodas nas zebras e agora elas são um pouco altas demais. Isso basicamente faz as curvas mais estreitas. Muda a abordagem um pouco para algumas curvas, mas o asfalto estava bom. 
 
Devemos conseguir fazer aultrapassagens, mas creio que teremos de confiar na estratégia. É uma corrida de pelo menos duas paradas, então abre algumas janelas e oportunidades. Vamos ver como anda. Não sei o que o clima fará. Dany tem um motor antigo, eu tenho um nono. Não parece muito, mas obviamente é apenas o primeiro dia na pista e estou certo de que o pessoal vai dar uma olhada hoje à noite para ver se há algo que eles possam fazer para conseguir mais potência. O positivo é que o motor foi confiável. Andamos o dia todo, então demos boas voltas e pegamos bastante informação".
 
Daniil Kvyat, nono: "A pista estava suja pela manhã, mas as condições estavam mais normais no TL2. Ainda há trabalho a ser feito para ser mais rápido, especialmente no segundo setor. Não é uma pista fácil para nós. Meu motor comparado ao de Daniel? Não sei, ainda temos de olhar as informações. No geral, o dia foi OK. Fizemos muitas voltas e temos informação o bastante para analisar. Amanhã, espero melhorar para conseguir bons pontos no final de semana".
LOTUS
 
Romain Grosjean, sétimo: "Estava bem quente aqui, você realmente sente no carro. Tivemos algumas áreas para trabalhar sobre o setup à tarde, mas o P7 na tabela foi bem bom nesse ponto da temporada. É uma ótima pista, eu amo, e você realmente esquece como é boa até sair para a pista. Estou realmente ansioso para a classificação".
 
Pastor Maldonado, 12º: "Há mais de por vir deste carro, mas fizemos algumas voltas hoje para conseguir fazer alguns progressos no setup antes de amanhã. É uma pista curta, mas fizemos várias voltas à tarde. É ótimo guiar nesta pista."
Sergio Pérez foi 11º no segundo treino livre (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
FORCE INDIA
 
Nico Hülkenberg, oitavo: “Foi uma sexta-feira padrão, com muitas voltas e muitos dados coletados. As temperaturas de pista estavam altas na maior parte do dia, então não importa se caíram gotas de chuva, já que evaporou muito rápido. Ainda temos muito trabalhos antes da classificação, não estou completamente feliz com o balanço do carro e precisamos entender os pneus. Com uma volta tão pequena, o grid sempre fica próximo aqui, então é importante achar algum ritmo à noite”.
 
Sergio Pérez, 11º no TL2: “Aprendemos muitas coisas hoje com um grande programa de testes pela manhã. Tudo correu tranquilamente e nos deu muita coisa para analisar, já que os carros andaram com diferentes programas. A tarde foi normal para nós – coletar informação de pneus e continuar melhorando o carro. Acho que precisamos mudar algumas coisas à noite, mas estou confiante de que temos informação suficiente para garantir que vamos na direção correta”.

TORO ROSSO
 
Max Verstappen, 14º no TL2: "Hoje talvez não tenha sido o melhor dos dias, mas no geral foi OK. Eu gosto daqui e gosto de guiar nesta pista. Ainda precisamos melhorar o tempo, mas andamos bastante, o que é importante. Vai ser uma corrida muito desafiadora no domingo, porque é muito difícil para os pneus, aqui".
 
Carlos Sainz Jr, 15º: "Eu acho que nós tivemos um bom primeiro dia no Brasil. Conseguimos completar muitas voltas, o que era o principal alvo hoje, já que essa pista é nova para mim. Devo dizer que realmente gostei muito daqui. É um circuito interessante! Pudemos completar todo o nosso programa sem quaisquer problemas. O único inconveniente no dia todo foi que nosso stint nos pneus macios no TL2 foi estragado por causa da bandeira vermelha. Um pouco de sintonia precisa ser feita para amanhã, mas no geral estou feliz".
Linda foto da McLaren de Jenson Button (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

McLAREN

Fernando Alonso, 16º: “Nas sextas-feiras, eu não costume me importar muito com tempos, é mais relacionado a sentir o carro. Então, temos algum trabalho por fazer. Tinha muita aderência na pista, mas não conseguimos aproveitar isso como um todo, e estamos sofrendo com o balanço, também. Dito isso, tenho certeza que é mais ou menos o mesmo para todos, especialmente com os pneus de alta pressão que temos aqui. Isso dificulta comparações próprias, na verdade. Então as coisas não estão perfeitas, mas tomara que com a ajuda de um bom trabalho e encontros de noite a gente consiga achar um balanço melhor. Pensando adiante, acho que existe chance de chuva. E tomara que chove, nos daria uma oportunidade de se sair melhor no sábado e domingo”

SAUBER
 
Marcus Ericsson, 17º: "Foi uma boa sexta. Também foi minha vez guiando aqui, então no TL1 eu queria cobrir a quilometragem que desse. Na manhã, tentamos setups diferentes do carro e aí mudamos para o TL2. Me senti mais confortável no carro. Tive um sentimento diferente com muito e pouco combustível com os pneus médios. De qualquer forma, fui um pouco azarado e minha saída curta com pneus macios, porque a bandeira vermelha foi acionada. Adiamos a saída de pouco combustível no final, mas perdemos o ponto do pneu, já que eu já tinha saído com ele. Com pneus macios, temos trabalho. Mas com os médios, foi uma sessão razoável."
Marcus Ericsson teve ritmo lento no TL2 em Interlagos (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

MANOR

Will Stevens, 19º: “Hoje foi um dia produtivo, primeira vez em um bom tempo que conseguimos completar bons trechos, pensando em classificação e corrida. Estou bem feliz com como o carro funciona aqui. Acho que a corrida vai ser desafiadora por causa do consumo de pneus, então trabalhei duro para maximizar o carro no domingo. Estou aproveitando o circuito e esperando por um bom fim de semana”

Alexander Rossi, 20º: “Hoje foi bastante desafiador em termos de me entender com o balanço do carro e controlar os pneus, então definitivamente teremos algum trabalho durante a noite. Apesar disso, nós conseguimos concluir voltas sólidas e estamos confiantes de que podemos fazer as melhoras necessárias rumo ao TL3 e a classificação

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube