Confira declarações dos pilotos após GP da Hungria, 11ª etapa da Fórmula 1 em 2021

O GP da Hungria foi uma das corridas mais movimentadas e interessantes dos últimos anos, terminando com vitória de Esteban Ocon pela primeira vez na Fórmula 1. Sebastian Vettel e Lewis Hamilton completaram o pódio

O GP da Hungria foi cheio de variações e teve um resultado surpreendente, com a primeira vitória de Esteban Ocon na Fórmula 1. Neste domingo (1º), o francês triunfou depois de superar a largada caótica e contando com um erro da Mercedes na estratégia de Lewis Hamilton.

Ocon ainda precisou segurar os ataques de Sebastian Vettel ao longo da corrida para vencer em Hungaroring. Vettel novamente chegou no pódio em 2021, mas o alemão foi desclassificado por falta da quantidade mínima de combustível no carro.

Com isso, Hamilton herdou a segunda posição e Carlos Sainz fechou o pódio. Fernando Alonso foi o quarto com Pierre Gasly e Yuki Tsunoda na sequência. A Williams conquistou os primeiros pontos na temporada, com Nicholas Latifi e George Russell em 7º e 8º, respectivamente, enquanto Max Verstappen chegou em nono. Kimi Räikkönen fechou a zona de pontuação.

A festa de Esteban Ocon no pódio do GP da Hungria (Foto: AFP)

Daniel Ricciardo, Mick Schumacher e Antonio Giovinazzi completaram a lista de pilotos que completaram a prova na Hungria. Os demais, porém, foram vítimas do acidente na largada e abandonaram a 11ª etapa da temporada.

A Fórmula 1 faz uma pausa de quatro semanas, vai para as férias de verão no Hemisfério Norte e volta a acelerar no fim de agosto com o GP da Bélgica, a 12ª etapa desta efervescente temporada 2021.

Confira as declarações dos pilotos após o GP da Hungria:

Esteban Ocon, vencedor: Ocon agradece Alpine e Alonso e comemora primeira vitória na F1: “O que posso dizer?”

Lewis Hamilton, segundo: Hamilton lamenta erro da Mercedes na estratégia: “Fizemos tudo ficar mais difícil”

Carlos Sainz, terceiro: Sainz destaca ‘superlargada’ e admite que esperava ultrapassagem de Hamilton

Fernando Alonso, quarto: Alonso parabeniza Ocon por primeira vitória na F1: “Um dia que ele nunca vai esquecer”

Pierre Gasly, quinto: Gasly lamenta acidente e diz que teve “melhor resultado pelas circunstâncias”

Pierre Gasly foi sexto colocado no GP da Hungaria (Foto: Red Bull Pool Content/Getty Images)

Yuki Tsunoda, sexto: Gasly lamenta acidente e diz que teve “melhor resultado pelas circunstâncias”

Nicholas Latifi, sétimo: Russell chora com pontos da Williams e Latifi celebra resultado “de muito trabalho”

George Russell, oitavo: Russell chora com pontos da Williams e Latifi celebra resultado “de muito trabalho”

Max Verstappen, nono: Verstappen se irrita com Bottas após revés: “Tirado por uma Mercedes mais uma vez”

Kimi Räikkönen, décimo: “A largada da prova foi um pouco do que você espera nessas condições, com uma primeira volta confusa e várias coisas acontecendo. Nós estávamos bem até a punição, o que comprometeu muito nossa prova. Houve um problema com as luzes nos boxes e acabamos colidindo com o [Nikita] Mazepin. Até a punição, estávamos nos pontos, mas recuperar lá do fundo era demais”.

Daniel Ricciardo, 11º: “Essas corridas são divertidas para os fãs porque sempre tem caos. Largadas com pista molhada nunca são monótonas e são complicadas para nós. Eu estava no fim da curva e pensei que tinha escapado da bagunça. Eu via só um carro na minha frente, mas quando saía da curva, vi o Charles [Leclerc] na minha direção. Em alguns momentos, consegui me aproximar dos carros da frente, mas com os danos que tinha era difícil ultrapassar aqui, realmente limitou nossa corrida. Depois de uma corrida assim, nós só olhamos para as férias de verão, mas vamos acelerar para mais alguns dias de testes. Mal posso esperar para recarregar as baterias e voltar mais forte na Bélgica”.

Mick Schumacher sobreviveu ao caros da largada e terminou em 13º (Foto: Haas)

Mick Schumacher, 12º: “Terminar na frente de uma Alfa Romeo não era algo que tínhamos previsto, mas largar em último e terminar em 13º é um resultado bem decente para nós. Estávamos de olho em pontos, mas francamente não temos o carro para isso no momento, então, apesar de tudo, foi uma grande experiência e conseguimos brigar com os caras lá da frente e o líder do campeonato. Para mim, pessoalmente, foi muito bom. Terminar a primeira metade da temporada em alta é muito positivo para todo mundo e ser capaz de brigar com pilotos mais fortes me deu muita experiência. Estou satisfeito por ter essa oportunidade”.

Antonio Giovinazzi, 13º: “Não foi nosso dia. Era uma corrida onde tínhamos grandes chances de conseguir um bom resultado e não conseguimos, é isso. Com a punição depois da relargada, nossa corrida ficou muito comprometida. É difícil dizer qual nosso real ritmo de corrida, pois perdemos muito tempo atrás com tráfego, mas com pista limpa nosso carro estava bom. Então, é decepcionante não chegar nos pontos. Vamos focar em recarregar as baterias nessa pausa e voltaremos mais fortes em Spa. Ainda temos muitas corridas para fazer depois das férias e não vamos desistir”.

Nikita Mazepin, abandonou: “Essa era uma corrida que eu realmente queria ter participado. Não só por mim, mas porque esse tipo de prova oferece muitas oportunidades e minha equipe realmente precisava disso. Vi a confusão na curva 1 e realmente pensei que era nosso dia, mas depois passei por alguns detritos e a equipe me informou que eu tinha um furo no pneu dianteiro esquerdo. Parei nos boxes e perdi minha posição na pista. Depois parei de novo e vocês viram o que aconteceu”.

Bottas causou uma bela bagunça ainda na largada do GP da Hungria (Foto: AFP)

Lando Norris, abandonou: Norris se irrita e pede punição a Bottas: “Por que arriscar coisas estúpidas assim?”

Sergio Pérez, abandonou: Pérez diz que acidente em “grande erro” de Bottas na Hungria danificou motor

Charles Leclerc, abandonou: “Uma enorme frustração para mim. Fiz uma boa largada e estava em boa posição, brigando por segundo ou terceiro. Sabia que tinha uma oportunidade hoje, então fui com calma e cautela. Fui tirado na primeira curva e de jeito nenhum estava esperando alguém fazer aquele tipo de manobra em mim. Ser tirado daquela maneira é uma pena. O dano foi tão grande que, quando cheguei na curva seguinte, eu rodei. Não foi o que eu queria antes das férias de verão, mas acontece”.

Valtteri Bottas, abandonou: Bottas admite erro na Hungria e justifica: “Julguei errado o ponto de frenagem”

Sebastian Vettel, desclassificado: Vettel admite decepção por 2° lugar, mas aplaude Ocon: “Não cometeu um único erro”

VEJA TAMBÉM
+Confusão já na largada: como foi o salseiro no início do GP da Hungria de F1

Como foi a largada do GP da Hungria de F1 (Vídeo: F1)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar