F1

Contra um Hamilton “forte em todas áreas”, Bottas indica ponto fraco de 2018: ritmo de classificação

Valtteri Bottas se vê próximo do nível de Lewis Hamilton em algumas áreas, mas mais distante em outras. O finlandês, que faz um 2018 de resultados inferiores aos de 2017, só lamenta não acompanhar o britânico mais de perto em voltas rápidas
Warm Up, da Cidade do México / VITOR FAZIO, de Berlim / EVELYN GUIMARÃES, do Hermanos Rodríguez
 Valtteri Bottas (Foto: Mercedes)
Valtteri Bottas teve acesso à mesma Mercedes de Lewis Hamilton, mas esteve longe de produzir resultados no mesmo nível. A temporada de sucesso do britânico contrastou com a pouco empolgante do finlandês, que agora trabalha para entender o que ficou faltando. Com o fim de 2018 próximo, o finlandês já planeja uma evolução em um aspecto em particular em 2019: o ritmo nos treinos classificatórios.
 
Apesar de reconhecer que ainda pode melhorar, Bottas não é tão crítico ao desempenho de 2018. O finlandês acredita que “fez o que estava ao alcance”, apesar de ainda figurar em quarto no Mundial de Pilotos, uma posição abaixo da alcançada em 2017.
 
“Não me arrependo de nada neste ano. Eu fiz tudo o que esteve ao meu alcance, mas muitas coisas aconteceram também ao longo da temporada”, disse Bottas, respondendo pergunta feita pelo GRANDE PRÊMIO no México. “Mas há um ponto em que preciso melhorar se quiser ficar à frente de Lewis: é a classificação. Ele é ótimo e, se ele estiver sempre à frente, é difícil de tirar essa vantagem”, reconheceu.
 
Ao longo das 19 provas já realizadas em 2018, Bottas conseguiu derrotar Hamilton em seis oportunidades. Poles, por sua vez, foram duas. Seja por falta de ritmo de corrida ou por necessidade de cumprir ordens de equipe para favorecer Lewis, Valtteri ainda não conseguiu transformar as poucas oportunidades em vitórias – a última do #77 veio no GP de Abu Dhabi de 2017.
Valtteri Bottas não se vê tão distante assim do nível de Lewis Hamilton (Foto: AFP)
“Na verdade, Lewis é forte em um todas áreas. E acho que, em algumas situações, somos muito parecidos. E em alguns setores, ele é melhor. A classificação, como falei, é um deles. É uma questão de detalhes finos. Muitos fatores precisam combinar, então tenho de seguir tentando preencher essas lacunas”, encerrou.
 
Nas últimas duas corridas de 2018, as principais missões de Bottas são ajudar a Mercedes a confirmar o quinto título do Mundial de Construtores e terminar o mais alto possível – terceiro – no Mundial de Pilotos. Apesar da temporada um pouco abaixo da vista em 2017, Valtteri tem contrato assinado para 2019 com a equipe prateada.

E o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br