Ricciardo acredita que ainda pode ser campeão na F1, mas se diz “em paz” com objetivo

Daniel Ricciardo nunca passou perto de brigar por um título da Fórmula 1, mas isso parece não incomodar o australiano após tantos anos no campeonato

Na Fórmula 1 desde 2011, Daniel Ricciardo nunca esteve na briga por um título. Seus melhores resultados foram em 2014 e 2016, quando terminou na terceira posição. Desde então, sempre abaixo do quinto lugar, apesar das vitórias conquistadas por Red Bull e, recentemente, McLaren. Isso, porém, parece não o incomodar.

Em entrevista ao podcast Beyond The Grid, o australiano disse que acredita ter talento para conquistar um título mundial, mas não se esquenta com o assunto, mostrando até uma certa calma com o destino que teve na F1.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
Na Garagem: Em Suzuka, Senna chega ao tri e fatura último título do Brasil na Fórmula 1

Daniel Ricciardo vive uma temporada de altos e baixos em 2021 (Foto: McLaren)

“Durante um tempo, eu fiquei bem amargo e dizia que precisva de um título, me questionava, estava no lugar ou na hora errada”, disse Ricciardo.

“Mas talvez eu tenha crescido ou ficado maduro e agora não penso mais nisso. Estou aqui porque acredito que posso e quero ganhar um título. Mas estou em paz com o que acontecer, contanto que eu possa dar o máximo nas pistas”, seguiu.

No fim de 2018, Ricciardo deixou a Red Bull e seguiu para a Renault, onde viveu momentos de altos e baixos antes de mudar para a McLaren na atual temporada. Na nova equipe, quebrou um incômodo jejum de três anos e voltou a vencer, no GP da Itália.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar