Já estava de olho: Verstappen é pego conferindo asa traseira do carro de Hamilton

Frederico Monteiro, internauta seguidor do GRANDE PRÊMIO, enviou um vídeo em que mostra que Max Verstappen já tinha ciência da desconfiança sobre o DRS da Mercedes de Lewis Hamilton

Um vídeo de um seguidor do GRANDE PRÊMIO ajuda a concluir que o assunto asa traseira da Mercedes de fato foi levado à FIA pela Red Bull. Assim que a classificação desta sexta-feira (12) terminou em Interlagos, Max Verstappen não hesitou em dar uma fiscalizada na peça do carro que terminou com sobra na primeira posição, o de Lewis Hamilton.

No Twitter, Frederico Monteiro mostrou este vídeo gravado por ele:

Horas depois do treino, a FIA informou que avaliou o carro do heptacampeão e que estava em desacordo com as regras determinadas para a asa móvel (DRS). A entidade enviou a questão para os comissários, que vão definir pela punição ou não.

De acordo com Jo Bauer, delegado-técnico que responde pela supervisão das inspeções de todos os carros após as atividades de fim de semana, o carro de Hamilton estava acima do limite máximo de abertura da asa, o que aumenta a potência do carro quando o DRS é utilizado.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“A posição dos elementos ajustáveis da asa traseira superior foi checada no carro #44 para notar se estava de acordo com o Artigo 3.6.3 das Regras Técnicas da Fórmula 1 2021. As exigências para a distância mínima [entre as partes da asa] foram alcançadas, mas as exigências para o máximo de 85 mm [de separação] quando o sistema de asa móvel é utilizado e foi testado de acordo com o TD/011-19 não foi alcançado. Estou enviando a questão aos comissários para a consideração”, afirmou Bauer.

A revista alemã Auto Motor und Sport revelou que quem alertou a FIA sobre a abertura da asa foi a Red Bull depois do treino livre da manhã.

Caso a punição se confirme, Verstappen será o primeiro colocado no grid da corrida sprint e Hamilton largará na 20ª e última colocação. É bom lembrar que qualquer que seja a posição de Hamilton na corrida sprint, ele ainda perderá mais cinco posições antes da largada do GP de São Paulo do domingo, por conta de uma troca do motor de combustão interna do carro #44.

GRANDE PRÊMIO acompanha o GP de São Paulo ‘in loco’ em Interlagos com os jornalistas Fernando Silva e Gabriel Curty, além de toda equipe de maneira remota. O GP também segue todas as atividades de pista do fim de semana AO VIVO e EM TEMPO REAL. No sábado, o TL2 está marcado para as 12h (de Brasília), enquanto a corrida sprint começa às 16h30.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar