De saída da Williams, Smedley entra no radar da Ferrari para retorno após cinco anos, diz site

Rob Smedley indicou que poderia deixar a Fórmula 1 ao romper com a Williams, mas talvez não seja o caso. O britânico entrou no radar da Ferrari, equipe que defendeu até 2013. A informação é do site ‘Speedweek’

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

Rob Smedley anunciou recentemente a decisão de se desligar da Williams, indicando que sairia também da Fórmula 1. Mas talvez não seja o caso: de acordo com o site ‘Speedweek’, Smedley passou a ser cotado para assumir um novo cargo na Ferrari, equipe que defendeu entre 2004 e 2013.
 
Ainda não é certo qual cargo a Ferrari pode oferecer a Smedley, mas a publicação aponta que a chefia do departamento de desenvolvimento é o mais provável. Seria uma mudança de função em comparação à vista na Williams, onde o britânico atuava como chefe de performance.
 
A novidade vai de encontro com o desejo manifestado por Smedley de seguir ligado ao mundo da F1, mesmo após deixar a Williams. Outro fator que joga a favor do retorno é o fato de o engenheiro ainda ter uma casa em Modena, 18 km distante de Maranello, sede da Ferrari.
Ao lado de Felipe Massa, Rob Smedley formou dupla icônica na Ferrari (Foto: Beto Issa/GP Brasil F1)

Smedley fez um trabalho marcante na Ferrari. Engenheiro de Felipe Massa entre 2006 e 2013, o britânico ajudou o brasileiro a evoluir em Maranello, construindo uma boa relação. Quando Massa optou por assinar com a Williams, em 2014, Smedley logo o acompanhou. Rob parou de trabalhar como engenheiro do agora ex-F1, partindo para cargos administrativos.

 
O interesse da Ferrari por Smedley faz parte de uma reestruturação interna. A equipe já optou por repassar o engenheiro de Sebastian Vettel, Jock Clear, para o carro de Charles Leclerc. Os italianos ainda não tomaram uma decisão final sobre quem passa a trabalhar com o tetracampeão, mas a ‘Speedweek’ informa que Laurent Mekies, pivô de polêmica envolvendo a FIA, é o nome inicialmente mais forte.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube