Depois de reunião no Bahrein, Ecclestone revela plano da FIA para aceitar duas novas equipes no grid da F1

Bernie Ecclestone afirmou, em Sakhir, que a FIA deve abrir apenas duas vagas no grid para novos times. O dirigente, entretanto, não contou quando as novas equipes devem entrar no Mundial

Presente no paddock do Bahrein neste domingo (6), Bernie Ecclestone revelou que o grid da F1 deve ganhar mais duas equipes muito em breve, embora tenha se recusado a dizer com precisão quando isso deve efetivamente acontecer. O homem forte da F1 se reuniu com Jean Todt, presidente da FIA, em Sakhir e revelou que o plano de abrir mais duas vagas foi aceito.

Um dos interessados em ingressar na F1 é Gene Haas, também dono de equipe na Nascar. A outra proposta diz respeito a um projeto romeno liderado por Colin Kolles, ex-dirigente da Jordan, Midland e Spyker. "Eles serão aceitos", disse Ecclestone, falando sobre a esquadra norte-americana.

Bernie Ecclestone fala em duas novas equipes na F1 (Foto: Getty Images)

"Nós também vamos aceitar outra equipe. Agora se eles vão vir ou não é outra história. Mas nós vamos ficar contentes em ter mais duas equipes", afirmou aos jornalistas na pista árabe. "Eu conversei com Jean Todt sobre isso. Nós concordamos com os termos ontem. E se dois times querem entrar, então vamos deixá-los entrar", completou.

A FIA anunciou em dezembro passado que vai avaliar propostas de times interessados na F1, visando a temporada 2015 ou 2016. Os critérios, segundo a entidade, serão: capacidade técnica, recursos, experiência e o valor que o candidato pode trazer ao campeonato como um todo.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube