Diretor da Force India não vê equipe concorrendo com Sauber e diz que meta é seguir à frente da Williams

Com um retrospecto ruim nas últimas provas, a Force India viu a aproximação da Williams no campeonato de construtores. Por isso, Bob Fernley acha melhor garantir a sétima colocação do que tentar chegar na Sauber, sexta colocada

Com apenas 19 pontos nas últimas quatro corridas, a Force India viu a Sauber abrir 29 e seguir firme na sexta colocação no campeonato de construtores. E a equipe liderada por Vijay Mallya ainda vê o crescimento da Williams que, em Abu Dhabi, fez sua melhor prova no campeonato, com os dois pilotos somando 14 pontos.

Para Bob Fernley, pelo atual desempenho da dupla de pilotos, é hora de a equipe indiana mudar de foco e tentar segurar a sétima colocação no campeonato, ao invés de buscar a sexta posição.

Paul di Resta somou pontos no GP de Abu Dhabi (Foto: Force India)

“A Williams está 22 pontos atrás de nós e a Sauber está 29 à frente de nós. É uma situação muito difícil. Estamos na disputa, mas, na realidade, se formos sensatos sobre isso, as chances de chegar na Sauber são difíceis”, disse o dirigente ao site da revista ‘Autosport’. “A Williams pode nos alcançar? É uma possibilidade, suponho. Temos que ter certeza de que nosso trabalho será bom nas últimas duas corridas”, completou.

Paul di Resta viveu um drama durante o GP de Abu Dhabi e a equipe de engenheiros não sabia se era mais prudente deixá-lo na pista com os pneus desgastados ou se fazer mais uma parada nos boxes era a melhor opção. A segunda opção foi a escolhida e o escocês trocou os pneus.

“Os dados estavam dizendo que os pneus não iam durar, mas você sempre gosta de uma boa posição na pista. O que tínhamos que apostar era se, fazendo a parada com o safety-car, iríamos garantir alguns pontos”, explicou. “Nós apostamos em pontos ou nada. Nossa preocupação era não somar pontos. Nós tomamos a decisão mais segura e mostrou-se razoavelmente boa, eu acho”, celebrou.

“A sensação era de que não iríamos somar pontos, mas você nunca deve dizer nunca. Às vezes, você pode fazer coisas que não são viáveis. Nós fizemos algo parecido no Bahrein, onde diziam que era impossível. A nossa escolha foi segura para garantir os pontos e foi o que nós fizemos”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube