Diretor da McLaren faz balanço e admite que temporada de estreia de Vandoorne “não é tão boa” quanto esperado

Éric Boullier, o diretor de corridas da McLaren, não tenta esconder que a equipe esperava muito mais da jovem promessa Stoffel Vandoorne. Foi pelo talento do belga, campeão da GP2, que a McLaren decidiu sacar Jenson Button do time

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Nenhum ponto em oito corridas. A tão esperada de estreia de Stoffel Vandoorne pela McLaren e na F1 não está sendo o que se esperava pelo longo suspense criado nos últimos anos pela mais brilhante joia recente da academia de pilotos da McLaren. E agora, depois do começo da temporada europeia, o diretor de corridas Éric Boullier escancara: Vandoorne faz um 2017 pior do que o esperado.

 
Durante esse tempo, o belga teve nas mãos a chance de anotar os primeiros pontos da McLaren na temporada, ainda em Mônaco, mas errou de forma grotesca na fase final da corrida. Bateu e acabou abandonando por culpa própria. Fernando Alonso, por outro lado, teve nas mãos alguns pontos que não fugiriam na pista, mas acabaram atrapalhados por falhas no motor Honda. Em Baku, no entanto, enfim pontuou.
 
Vandoorne está, é bom lembrar, substituindo o campeão mundial Jenson Button, de quem a McLaren abriu mão por conta da jovem promessa. Aos 24 anos, Vandoorne foi campeão da GP2 num dos maiores domínios da história da categoria. Tudo isso vendeu algo que a equipe ainda não viu no dia a dia.
 
"Não tão boa quanto estávamos esperando", admitiu Boullier. "Ele tem uma história muito boa em categorias de novos. Venceu em todos os lugares por onde passou, assim como Lewis. É muito talentoso", afirmou.
Stoffel Vandoorne (Foto: McLaren)
Sem tirar a culpa que a McLaren também tem, Boullier admitiu que o novato recebeu um carro bastante falho e que atrapalhou seu desenvolvimento. Vandoorne ainda tem algum tempo para impressionar, portanto.
 
"Não demos a Stoffel 100% do que é necessário para que ele vá bem por conta de muitos problemas no carro que eram regulares. Mas agora estamos trabalhando nisso para ajudar a guiar os carros da forma que ele quer. Estou confiante que vamos atingir isso. Todos os jovens pilotos, até Verstappen, tiveram dificuldades nos primeiros seis meses", encerrou.
 
A F1 segue no próximo fim de semana com o GP da Áustria.

POLÊMICA MOSTRA QUE VETTEL PISOU NA BOLA E HAMILTON FOI MALANDRO EM BAKU

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube