Diretor-técnico da Williams descarta diferença entre motores da Mercedes e diz que briga agora com Ferrari

Diretor-técnico da Williams, Pat Symonds descartou a possibilidade de uma diferença grande entre os motores que a Mercedes fornece. "Não temos dúvidas sobre a paridade dos motores da Mercedes durante o GP da Austrália", disse

Depois de Felipe Massa sugerir que o motor da Williams não é o mesmo dos carros da Mercedes, o diretor-técnico da equipe inglesa, Pat Symonds, assegurou que o time recebe, sim, a mesma especificação da unidade que empurra os atuais campeões. A própria montadora já havia negado a questão. 

"Não temos dúvidas sobre a paridade dos motores da Mercedes durante o GP da Austrália", disse Symonds em declaração ao site da revista inglesa 'Autosport'.

"Nós temos uma ótima relação de trabalho com toda a equipe em Brixworth e sabemos como é difícil conseguir apresentar uma performance como a vista em Melbourne. Os dados são constantemente verificados e todas as unidades de energia estão excepcionalmente próximas em desempenho", completou.

Pat Symonds (Foto: Getty Images)

Dito isso, o engenheiro afirmou agora que a meta da Williams é garantir uma posição à frente da Ferrari. "O nosso objetivo agora é continuar a desenvolver o carro para que possamos ficar à frente da Ferrari", explicou.

Mesmo com a equipe italiana mais perto, o chefe de performance da equipe inglesa, Rob Smedley, insistiu em dizer que o objetivo maior mesmo é reduzir a diferença para a equipe alemã. "É uma grande lacuna", disse.

"A diferença é grande, mas não é insuperável. No ano passado, nós provamos que é possível desenvolver bem o carro ou até melhor que os outros. Agora, estamos caminho nesta direção e temos esperança de fechar essa lacuna", finalizou Smedley.

MUDANÇA DE HÁBITO

Engana-se quem pensa que Jacques Villeneuve tem um dilema quando tem de escolher a corrida de maior valor na vitoriosa carreira. Não se trata na vitória na Indy 500 nem de qualquer uma no ano em que foi campeão na F1. Foi em Interlagos, mas não no GP do Brasil. E na Stock Car. Há quatro anos, Villeneuve nem foi bem na Corrida do Milhão. Mas foi naquele fim de semana onde conheceu Camila. Sua mulher e mãe de dois filhos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube