Dono da Aston Martin torce por Volkswagen na F1 em 2025: “Seria fantástico”

Lawrence Stroll revela que deseja ver Volkswagen na Fórmula 1 em 2025 e que define possível entrada como algo "fantástico" para a categoria

F1 ENTRA EM NOVA ERA: TUDO SOBRE CARRO 2022 (GRANDE PRÊMIO)

Audi e Porsche, empresas do grupo Volkswagen, se reuniram com a Fórmula 1 finalizando a possibilidade de entrar na categoria a partir de 2025, inclusive sugerindo a adoção de tração 4×4 nos carros. A ideia das montadoras alemãs no grid agradou figuras importantes do campeonato, como Lawrence Stroll, um dos donos da Aston Martin.

Em coletiva de imprensa antes do GP da Inglaterra, Stroll abordou o assunto e definiu como fantástica a possibilidade de se concretizar, se apoiando no fato de que a entrada traria benefícios para todos os envolvidos com a categoria.

“Com toda certeza apoiaria a entrada do grupo Volkswagen. Acho que isso apenas nos prova a força do esporte. Os grupos fortes que estão no esporte, trazem o melhor para todos os envolvidos, seja os fãs, as equipes, os donos, a FOM ou a FIA”, disse Stroll.

“Então, sei que eles estão envolvidos nas negociações para retornar com uma ou duas de suas marcas, e isso me deixa muito animado e otimista para retornarem ao esporte. Acho que seria fantástico”, comentou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Como vai ser a F1 a partir de 2025? (Foto: Andrej Isakovic/AFP)

Jost Capito, atual CEO da Williams, que já foi diretor de automobilismo da Volkswagen, enxerga na possibilidade da Fórmula 1 adotar combustíveis mais sustentáveis, justamente em 2025, como um grande trunfo que permitirá a entrada do conglomerado alemão, que em 2019 encerrou os projetos automobilísticos à combustão.

“Bem, quando você olha os rumos que a indústria automotiva está tomando, a discussão sobre o CO2 é um problema. Tenho certeza que a Fórmula 1 irá zerar a emissão de CO2 a partir de 2025. Mas é bom dizer que existem outras soluções do que apenas transformar a categoria em algo totalmente elétrico. Eletrocombustíveis é algo que tem de ser trazido à baila, deve ser analisado, também uma combinação com o híbrido”, analisou Capito.

“Na minha visão, esses sistemas e tecnologias são uma opção de futuro para a mobilidade, creio que o regulamento deve ir nesse caminho, mas investigando todas as opções. Portanto, é certo que manufatureiras de carros façam parte da discussão. Eles têm que ficar atraídos aos novos regulamentos para decidir se entram ou não na categoria”, concluiu o dirigente alemão.

Austin Hill escapou da confusão e venceu em Knoxville na quarta prorrogação (Vídeo: Nascar)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar