Dono da Lotus reclama da postura de Maldonado e avalia: “Talvez ele esteja fazendo um pouco demais”

Gerard López, dono da Lotus, citou evolução de Romain Grosjean, mas avaliou que Pastor Maldonado vem exagerando e precisa forçar um pouco menos

Pastor Maldonado não está agradando a Lotus em seu primeiro ano com o time. Em entrevista ao site da F1, Gerard López, dono da equipe de Enstone, reconheceu que precisa sentar com o venezuelano para que ele mude sua postura nas corridas. 
 
Presença constante nas listas de pilotos punidos no Mundial, Maldonado já aprontou das suas em 2014, especialmente no GP da China, quando colidiu com Esteban Gutiérrez e fez o mexicano voar. Por conta do acidente, Pastor foi advertido com três pontos de punição e perdeu posições no grid da China. Neste fim de semana, na Espanha, o ex-piloto da Williams bateu na classificação e depois com Marcus Ericsson na primeira volta da corrida, pelo que foi punido com um stop and go e com mais um ponto de advertência.
Gerard López quer conversar com Maldonado para acalmar o venezuelano (Foto: Lotus/ Andrew Ferraro/LAT Photographic)
A situação, entretanto, não é completamente estranha para a equipe de Enstone, que teve de lidar com um problemático Romain Grosjean em 2012. O francês chegou até mesmo a ser suspenso por uma etapa, mas amadureceu e não vem mais causando problemas.
 
“Romain amadureceu bastante”, elogiou López. “Ele agora se sente confortável em seu papel e isso ajuda na pista, e nós sabemos que ele pode fazer o trabalho”, comentou.
 
O dirigente, por outro lado, não se mostrou exatamente empolgado com a atuação de Pastor Maldonado. De acordo com o López, o venezuelano é “inacreditavelmente rápido”, mas precisa forçar um pouco menos.
 
“Nós conhecemos Pastor há um longo tempo, desde a GP2, já que ele corria com a DAMS, um time que é muito próximo de nós”, indicou. “Ele é inacreditavelmente rápido – cada volta para ele é como uma volta de classificação”, apontou. 
 
“Talvez ele esteja fazendo um pouco demais e nós precisamos sentar com ele e trabalhar nisso – dizer a ele que, no caso dele, com a velocidade que ele tem, na maior parte do tempo 95% seria o suficiente”, avaliou. “Mas ele é um cara legal e muito bem aceito pelo time”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube