Duas semanas depois, Vettel, Verstappen e Räikkönen tentam deixar acidente em Singapura para trás: “Seguimos em frente”

Sebastian Vettel, Max Verstappen e Kimi Räikkönen tiveram um ponto em comum ao recorder o acidente na largada do GP de Singapura: o conformismo com a situação. Os três aceitaram o que aconteceu na prova noturna e já começam a pensar no GP da Malásia deste fim de semana

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;


O trio Sebastian Vettel, Max Verstappen e Kimi Räikkönen chega ao GP da Malásia ainda tentando superar as infelicidades do GP de Singapura. Os três se enroscaram ainda nos primeiros metros da corrida noturna e sequer completaram a primeira volta. Duas semanas depois, o discurso dos pilotos é semelhante: é hora de deixar o passado de lado e focar na corrida em Sepang.
 
“Não ficamos felizes, mas seguimos em frente”, disse Vettel, perguntado durante a coletiva de imprensa em Singapura. “Teria sido muito mais difícil se eu perdesse controle do carro ao longo da corrida. Mas uma batida na largada, o que você pode fazer? Cada largada é diferente, e Singapura acabou sendo infeliz para nós três. Tenho certeza de que isso não vai afetar minha largada no domingo”, continuou.
Max Verstappen, Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Vettel foi o maior prejudicado pelo acidente em Singapura. Ao abandonar, o alemão abriu caminho para uma vitória tranquila de Lewis Hamilton, agora líder da F1 com 28 pontos de vantagem.
 
Verstappen e Räikkönen, as outras vítimas do enrosco em Singapura, evitaram comentários mais profundos. “Foi um momento bem infeliz, mas o que podemos fazer sobre isso?”, disse Max. “Seguimos em frente. É um novo fim de semana e estamos em uma nova pista”, completou Kimi.
 
O GP da Malásia, 15º da temporada 2017 da F1, acontece neste fim de semana. Trata-se da última visita da categoria ao país do sudeste asiático, que deixa o calendário em 2018.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da F1 na Malásia AO VIVO e em TEMPO REAL, com livetiming e gráfico interativo.

#GALERIA(7197)

TORO ROSSO DEMOROU DEMAIS

REBAIXAMENTO SEGUIDO DE AFASTAMENTO DE KVYAT É TUDO, MENOS INJUSTO  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube