Em situação confortável na F1, chefe da Mercedes mantém pés no chão: “Vamos para cada corrida com ceticismo”

Toto Wolff, chefe da Mercedes, evita o “pensamento mágico” às vésperas do GP dos Estados Unidos. Mesmo feliz com a maior compreensão do carro, o dirigente ainda não dá a boa forma em Austin como certa

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Mercedes deu passos gigantescos nas últimas semanas para ser campeã do Mundial de Pilotos com Lewis Hamilton e do Mundial de Construtores, mas ninguém quer agir como se tudo estivesse definido. Toto Wolff, chefe da escuderia, já age para evitar o “pensamento mágico” no GP dos Estados Unidos.
 
“Ainda temos quatro corridas pela frente e 100 pontos para marcar, não podemos tomar nada como garantido em Austin”, disse Wolff. “Vamos para cada corrida com mais ceticismo do que pensamento mágico e focando em somar todos os pontos possíveis em Austin”, seguiu.
Lewis Hamilton pode ser campeão nos EUA, mas a Mercedes não se ilude (Foto: AFP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O ceticismo se deve aos altos e baixos no rendimento da Mercedes. Mesmo que Mercedes e Lewis Hamilton estejam ampliando a vantagem sobre Ferrari e Sebastian Vettel, o W08 teve desempenho inconstante nos GPs da Malásia e do Japão.
 
De qualquer forma, Wolff garante que o desenvolvimento do carro segue no caminho certo. “Vamos para essas corridas com uma compreensão muito maior do nosso carro e dos motivos por trás dos altos e baixos que tivemos na temporada. Parte disso vai fazer diferença nas últimas corridas, outra parte serve para o projeto do ano que vem”, encerrou.
 
Tanto Hamilton quanto Mercedes podem deixar os Estados Unidos com títulos. O britânico precisa abrir mais 16 pontos de vantagem sobre Vettel no Texas para ser tetra. Entre Construtores, a missão é mais simples: a Mercedes precisa evitar que a Ferrari recupere 17 pontos de déficit para alcançar a quarta taça seguida.
 
'EXTRAORDINÁRIO'

DI GRASSI VÊ HAMILTON COMO UM DOS TRÊS MAIORES DA HISTÓRIA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube