“Era guerra”: Montoya recorda “relação zero” com Ralf Schumacher na Williams

Juan Pablo Montoya e Ralf Schumacher foram companheiros de equipe entre 2001 e 2004. Mas só trocaram cumprimentos e algumas risadas no ano seguinte, quando já não dividiam os mesmos boxes, revelou o colombiano

O começo do século mostrou ser muito promissor para a Williams. Tendo a BMW como parceira e fornecedora de motor, a equipe de Grove tinha uma dupla de pilotos das mais fortes. De um lado, Ralf Schumacher, irmão de Michael e contratado depois de bons anos defendendo a Jordan. De outro, Juan Pablo Montoya, consagrado como campeão da Cart (categoria que nasceu da cisão da Indy) e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis em 2000. Os dois até entregaram bons resultados entre 2001 e 2004, mas jamais se deram bem.

Montoya, em live promovida pelo jornalista colombiano Diego Mejía, da versão latino-americana do site ‘Motorsport.com’, revelou que, na verdade, não havia nenhum tipo de relação com seu companheiro de equipe.

Ralf Schumacher e Juan Pablo Montoya foram parceiros (e rivais) na Williams (Foto: BMW)

“Que relação? Zero”, contou o ex-piloto de Williams e McLaren. “Na verdade, a primeira vez que rimos juntos e nos cumprimentamos foi quando eu estava na McLaren e ele, na Toyota. Foi em 2005, depois de quatro anos trabalhando juntos”, explicou o sul-americano, hoje com 44 anos.

Na visão de Juan Pablo, a ausência de redes sociais à época ajudava os pilotos a ficarem mais focados. E isso permitiu que a rivalidade com Ralf fosse muito forte.

“Era guerra. Na nossa época, não havia redes sociais, não havia Instagram, Twitter, não havia nada disso. Então, era correr pra valer, guerra psicológica, era para matar. Hoje todo mundo é amiguinho”, completou.

Ralf Schumacher é o segundo piloto com mais largadas pela Williams, com 94 GPs — um a menos que Nigel Mansell. O alemão venceu seis provas, largou cinco vezes na pole e marcou 21 pódios. Montoya que, no período em que foi companheiro de equipe de Ralf, triunfou em quatro GPs, com 11 poles e 23 pódios pela equipe de Grove.

A rivalidade de Montoya se estendeu também ao irmão de Ralf, Michael Schumacher. Os dois travaram grandes duelos na Fórmula 1, como no GP do Brasil, em Interlagos. Foi também o heptacampeão o motivo pelo qual o colombiano recusou a chance de defender a Ferrari, situação revelada pelo próprio piloto nesta semana.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube