carregando
F1

Esperar vacina? Brawn acena com retorno apenas quando F1 julgar “justo e correto”

Ross Brawn, diretor-esportivo da Fórmula 1, falou sobre a possibilidade da categoria retomar as atividades normais. Segundo ele, a organização terá de contabilizar cuidadosamente o que pode fazer caso a pandemia siga forte nos próximos meses

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
O diretor-esportivo designado pelo Liberty Media para a Fórmula 1, Ross Brawn, deixou claro que não há qualquer tipo de decisão no horizonte sobre quando será possível voltar às pistas. Deixou no ar, entretanto, a possibilidade da categoria retornar antes da criação de uma vacina contra o coronavírus. Tudo vai depender de uma decisão detalhada.
 
A última manifestação oficial da F1 deu conta de que a competição começaria durante o verão europeu, que começa apenas no fim de junho. O que deixou claro foi que a F1 está aberta a aproveitar alguma abertura que se ofereça nos próximos meses.
 
"As pessoas vão ter de voltar ao trabalho em algum momento. Não está 100% claro quando será. Vamos esperar até haver uma vacina e todo mundo estar salvo? Em que momento no futuro isso vai acontecer? Teremos de julgar as coisas quando for o momento correto e justo para as pessoas voltarem ao trabalho e fazerem as coisas que faziam antes, talvez com muito mais cautela do que antes", afirmou ao site inglês 'The Race'.
A largada do GP de Abu Dhabi de F1 (Foto: AFP)
"Há um impacto social e econômico enorme dessa doença, e isso precisa ser levado em consideração também em termos de decidir quando é o melhor momento para voltar. Precisamos encontrar equilíbrio que permita alguma forma de normalidade. Esportes são um enorme fator no bem-estar das pessoas. Entretém, motiva e cria emoções positivas nelas. Empregamos milhares de pessoas", seguiu. 
 
"Se o esporte entrar em colapso, há milhares e milhares de pessoas desempregadas, então temos que encontrar uma maneira de passar por isso. Não vai ser quando tudo estiver ok de repente, será uma transição que teremos que cuidar de perto para minimizar os riscos", encerrou. 
 
O GP da França é o próximo que segue de pé no calendário, marcado para 28 de junho.
 


Paddockast #56
QUEM VAI SER O PRÓXIMO BRASILEIRO NA F1?


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM
COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 
☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.