Ocon descarta preocupação com quique da Alpine: “Sabemos como consertar”

Esteban Ocon afirmou que a Alpine teria entendido como resolver o quique que vem atormentando as equipes na F1 e disse que vai tentar repetir feito do ano passado, quando venceu na Hungria

GUIA DA FÓRMULA 1 2022: TEMPORADA DE REVOLUÇÃO E TORCIDA POR NOVO VERSTAPPEN X HAMILTON

Enquanto a maioria das equipes do grid atual da Fórmula 1 busca uma solução para o fim do quique dos carros devido ao novo regulamento técnico da categoria, a Alpine parece ter resolvido o problema. Pelo menos é o que acredita Esteban Ocon, que comemorou o fato de não ter tido que lidar com o ‘galope’ durante os momentos em que assumiu o cockpit da A522 na pré-temporada do Bahrein e não demonstrou preocupação sobre a ocorrência do fenômeno na primeira corrida do ano, novamente em Sakhir.

“Está tudo indo bem até o momento”, comentou. “Vimos alguns quiques no carro do Fernando [Alonso], mas sabemos como consertar. Nos dias em que pilotei, não tivemos nenhum, o que foi bom para mim porque não precisei tomar um paracetamol [analgésico que promove alívio de dores]”, brincou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Esteban Ocon falou até mesmo sobre vencer na F1 em 2022 (Foto: Eric Calduch/GRANDE PRÊMIO)

Ocon reconheceu que a Alpine sofreu com o problema durante a pré-temporada de Barcelona, principalmente, mas argumentou que a chegada do novo regulamento trouxe incógnitas para todas as equipes do grid — que ainda buscam, na prática, o melhor entendimento e a melhor aplicação possível das novas regras.

O piloto francês admitiu que a equipe sofreu com alguns problemas nos primeiros dias de pré-temporada, disputados no Circuito de Barcelona-Catalunha, mas preferiu comemorar o fato de ter conseguido mais minutos na pista em território bareinita — a Alpine conseguiu correr quase 400 km a mais no Bahrein, apesar de também ter tido imprevistos.

“Todo mundo está sofrendo no final das contas, porque os carros são novos e existe muito para entender” disse Ocon ao portal britânico Sky Sports F1. “Tivemos alguns problemas de confiabilidade aqui e ali em Barcelona, mas o resto foi livre de problemas”, prosseguiu.

Fernando Alonso ficou com o quarto melhor tempo dos testes do Bahrein (Foto: AFP)

Assim como no ano passado, dificilmente a Alpine passará a ser cotada como uma das favoritas ao título em 2022. No entanto, na última temporada, a equipe francesa conseguiu comemorar uma vitória bastante inesperada com o primeiro triunfo de Ocon na Fórmula 1, ao cruzar a linha de chegada do GP da Hungria em primeiro lugar.

Ocon confia que a Alpine conseguirá resolver todos os problemas apresentados ao longo da pré-temporada. O piloto francês ainda aproveitou para afirmar que vai tentar repetir o feito do ano passado, quando conseguiu tirar o melhor possível das circunstâncias para vencer pela primeira vez na categoria.

“Podemos resolver isso”, revelou. “Quando o carro está baixo, é pior. E acho que o vento contrário na curva 1 [do Bahrein] não estava ajudando. Vamos tentar [vencer]. É ótimo trabalhar com Fernando, estou feliz por continuar com ele. Aprender tudo de novo e ter um relacionamento próximo com ele é ótimo, porque beneficia a equipe. São dias felizes, continuamos em frente”, encerrou.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar