Ocon exalta Alonso como companheiro e diz: “Se tivesse medo, deixaria a Formula 1”

O francês exaltou ter o bicampeão ao seu lado em 2021, falando na boa relação que já nutrem e como tem consciência de que vai ser difícil superá-lo

Esteban Ocon está animado em ter Fernando Alonso como companheiro em 2021. O francês falou da expectativa em ter um bicampeão ao lado na garagem e como não tem nenhum receio de ter de brigar com o espanhol.

Após duas temporadas afastado da Fórmula 1, o competidor das Astúrias vai voltar ao grid pela Renault, mesmo time em que ganhou os dois títulos. Como preparação, recebeu a liberação para participar dos testes de jovens pilotos em Abu Dhabi.

Em 2018, Fernando bateu Stoffel Vandoorne, seu companheiro na época, em todas as classificações do campeonato. Entretanto, Ocon mostrou confiança em si mesmo. “Sim, mas não sou Vandoorne, não sei o que aconteceu. Fernando é um piloto extremamente talentoso, bicampeão”, disse.

“Vai ser muito difícil superá-lo e estou consciente disso. Mas irei pressionar tanto quanto puder e fará o mesmo. Ter dois bons companheiros como Daniel e como vai ser Fernando é algo bom para mim. Estou ansioso para ver o que Fernando tem, vai ser legar ser companheiro de uma lenda como ele”, continuou.

Ocon não se vê intimidado por Alonso (Foto: Renault)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Questionado se tem medo de ser companheiro de Alonso, Esteban respondeu que “não, não, não me dá medo. Caso tivesse medo de Alonso, teria de deixar a Fórmula 1.”

Por fim, falou um pouco da relação com Fernando, que já aparece nos boxes da Renault nas últimas corridas. “Nós nos damos bem, me escreve muito e também participa das reuniões técnicas. É bom para o time ter essa terceira opinião”, pontuou.

“Sobre o que pede, melhor perguntar a ele. Muitas coisas, é normal, há muito a descobrir de qualquer maneira, mas uma vez que se sentar no carro para a primeira corrida, tenho certeza de que estará preparado”, concluiu.

Na última etapa disputada, o GP de Sakhir, Ocon aproveitou os azares dos adversários à sua frente para alcançar seu primeiro pódio na F1, levando a bandeirada na segunda colocação. O francês revelou ter chorado na linha de chegada e falou dos sacrifícios que passou em sua carreira.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube