Por jornada cheia de sacrifícios, Ocon se emociona com pódio: “Sempre acreditei”

Esteban Ocon alcançou no GP de Sakhir seu primeiro pódio na fórmula 1, e relembrou todo o caminho pelo qual passou para chegar, enfim, à glória

O GP de Sakhir foi um dos mais divertidos da temporada 2020 da Fórmula 1, cheio de variáveis e surpresas. Uma delas, claro, ocupou o segundo lugar do pódio: Esteban Ocon, que no último domingo (6) pela primeira vez na carreira subiu em um dos degraus na categoria.

O piloto da Renault terminou atrás apenas de Sergio Pérez, ex-companheiro de Force India, e chorou quando passou pela linha de chegada – também não escondeu a alegria na comemoração logo após sair do carro. Ao comentar o pódio, lembrou de toda sua jornada para chegar a tal glória.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ocon demorou 65 corridas para ficar no top-3 pela primeira vez (Foto: Renault)

“Que maravilhoso é enfim conquistar esse resultado. Não tem sido um ano fácil, mas sabíamos que o progresso estava vindo e que, no final das corridas, nem sempre estava funcionando tudo a nosso favor, isso que é frustrante. Mas enfim chegou nossa hora”, começou o francês.

“Sempre acreditamos em nós mesmos, isso é o mais importante. Quando você não está entregando seu melhor neste esporte é algo difícil, pois as críticas chegam, mas as pessoas próximas de você, as realmente importantes, sempre te apoiam, e isso me ajudou muito. E a equipe me ajudou a continuar acreditando em mim e a continuar forçando, e hoje (Domingo) deu certo, muito feliz com isso”, continuou Ocon sobre seu pódio.

Francês chegou em segundo após largar de 11º (Foto: Renault)

Outro tópico comentado por Ocon foi o caminho para chegar até o momento da felicidade: o francês é conhecido por não ter tido a vida tradicional de pilotos de F1, com facilidades financeiras desde a infância.

“Que jornada. Que jornada difícil para chegar até aqui. Muitos sacrifícios desde os primeiros dias. Não é fácil chegar à F1 e eu saí, ano passado. Nada fácil voltar, também. Nova equipe, companheiro forte contra, e estamos vendo progresso desde o começo do ano.”

“Eu sentia chegar, mas tudo foi pago hoje. Hoje, fizemos acontecer. Muito feliz. Acho que faltou sorte antes. Que corrida legal – e parabéns a Checo [Pérez], e também a Lance [Stroll, terceiro colocado], tivemos ótima luta na curva 4. Foi divertida, realmente curti essa corrida. Todas as emoções vieram quando cruzei a linha de chegada. Inacreditável. Nunca chorei por nada, mas hoje as lágrimas vieram, e por um bom motivo. Muito feliz”, completou um emocionado Ocon.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube