Ex-executivo da Diageo vai virar diretor de grupo acionário da F1 e tirar poder de Ecclestone, diz jornal

De acordo com o 'Financial Times', Paul Walsh, ex-chefão da Diageo, vai substituir Peter Brabeck na presidência do conselho diretivo da F1. Walsh pode, em pouco tempo, assumir o posto que hoje ocupa Bernie Ecclestone

Principal acionista, o grupo CVC vai nomear Paul Walsh, ex-CEO da empresa de bebidas Diageo como novo presidente do conselho acionário da F1, é o que afirma o jornal britânico ‘Financial Times’. 
 
Uma reunião será realizada na semana que vem para confirmar se Walsh será colocado como substituto de Peter Brabeck, da Nestlé, que está no comando há dois anos, mas passa por problemas delicados de saúde.
 
De acordo com a reportagem, o grupo CVC quer que Walsh vá além do que Brabeck vem fazendo e também assuma algumas funções executivas, diminuindo a atuação de Ecclestone. O ‘Financial Times’ questiona como pode vir a ser o relacionamento entre os dois dirigentes. Entretanto, Walsh e Bernie já fizeram negócios antes, e a Johnnie Walker se tornou uma parceira global da F1 em 2011.
Paul Walsh é ex-CEO da Diageo (Foto: Divulgação)
Ecclestone contou que falou com Donald Mackenzie, co-fundador do CVC, e que não desaprova a entrada de Walsh.
“Donald me disse que há a possibilidade de Walsh assumir o posto caso Peter saia. Não vejo problemas com isso, se for positivo para a F1, eu vou aprovar a situação”, disse.
 
Walsh teve seu primeiro contato direto com a F1 em 2005, quando a McLaren foi patrocinada pela Johnnie Walker, marca de uísque que pertence à Diageo.

Durante a temporada 2014, CVC e Ecclestone entraram em discordância quanto a um pacote que os acionistas queriam dar para as equipes menores.
O grupo CVC detém 35% das ações da principal categoria do automobilismo mundial.
#GALERIA(5162)
DIRETAS GP

A REVISTA WARM UP e o GRANDE PRÊMIO abriram nesta terça-feira (2) sua já tradicional votação de 'Melhores do ano'. Depois de votação interna dos jornalistas da equipe da AGÊNCIA WARM UP, cinco candidatos foram indicados em cada uma das 11 categorias, e os vencedores serão definidos pelos leitores em votação popular que fica aberta por uma semana, até o dia 8 de dezembro.

 
O recordista de indicações é Rubens Barrichello, campeão da Stock Car, que concorre nas categorias 'Melhor piloto que compete no Brasil', 'Melhor piloto de Turismo/Endurance/Rali' e 'Melhor piloto brasileiro'. A categoria principal, 'Melhor piloto de 2014', tem os seguintes candidatos: Daniel Ricciardo, Lewis Hamilton, Marc Márquez, Valentino Rossi e Will Power.

Vote já nos melhores da temporada 2014 aqui no GRANDE PRÊMIO.

O PRINCIPAL RESPONSÁVEL

A comissão de notáveis formada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para apurar as causas do acidente de Jules Bianchi concluiu que o francês foi o principal responsável pela batida que aconteceu no GP do Japão, no dia 5 de outubro, em Suzuka. O relatório, divulgado nesta quarta-feira (3), disse que o piloto falhou ao não reduzir o suficiente a velocidade ao contornar a curva 7 e minimizou a presença da presença de um trator na área de escape sem que o carro de segurança fosse acionado.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.

COREIA DE VOLTA
A FIA apresentou nesta quarta-feira (3) o calendário da temporada 2015 da F1. Com 21 etapas, a grande novidade do programa é – o ainda não confirmado – retorno da Coreia do Sul.
 
O calendário foi divulgado no conselho mundial da entidade em Doha, no Catar. Mais uma vez, a temporada começa na Austrália, com a primeira etapa do campeonato marcada para 15 de março.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar