F1 reage após relatório da Comissão Hamilton: “Precisamos aumentar a diversidade”

A Comissão Hamilton, grupo liderado por Lewis Hamilton e formado também pela instituição britânica Academia Real de Engenharia divulgou um relatório que traz pontos que lista como fundamentais para elevar a inclusão no universo do esporte a motor. Stefano Domenicali prometeu agir

GP ÀS 10: 5 FATORES QUE FAZEM DE RUSSELL A MELHOR OPÇÃO PARA A MERCEDES EM 2022 (Vídeo: GRANDE PRÊMIO)

Criada há pouco mais de um ano, a Comissão Hamilton, liderada por Lewis Hamilton, nasceu com o propósito de não apenas promover a diversidade dentro do automobilismo, mas de buscar meios de inclusão para profissionais jovens de origens pretas em áreas que também fazem parte do universo do esporte a motor, como ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Em associação com a Royal Academy de Engenharia, o grupo divulgou, na última segunda-feira (12), um extenso relatório depois de mais de dez meses de estudo e traçou um enorme raio-x das empresas ligadas ao esporte a motor no Reino Unido, trazendo, dentre tantas informações, um dado impactante: profissionais de origem preta são apenas 1% dos 40 mil profissionais que atuam no setor no Reino Unido.

É esta a realidade que Hamilton tenta mudar para tornar o esporte mais inclusivo, ao menos no seu país de origem. No relatório, há uma lista com pontos fundamentais elencados pela Comissão Hamilton como propostas para elevar a inclusão em um setor majoritariamente branco e que, no seio da Fórmula 1, reúne sete das dez equipes do grid: Mercedes, Red Bull, Williams, McLaren, Aston Martin, Alpine e Haas.

Lewis Hamilton com a camiseta “ações falam mais alto que palavras” (Foto: Andrej Isakovic/AFP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Dentre os pontos listados pelo relatório, a Comissão Hamilton propõe:

Solicitar que a Fórmula 1 e outras equipes do esporte a motor assumam a liderança na implementação de uma Carta de Diversidade e Inclusão para o automobilismo para comprometer o setor a melhorar a diversidade e inclusão em todas as suas organizações.

Chamar as equipes da Fórmula 1 e outras empresas do automobilismo para ampliar o acesso ao esporte a motor, expandir a oferta de aprendizado para incluir estágios superiores e estágios de graduação como um caminho alternativo para o setor, bem como a disponibilidade para colocação em trabalho remunerado e esquemas de experiência de trabalho.

Estabelecimento de um novo fundo de inovação para desenvolver programas que abordem os fatores que contribuem para a alta proporção dos alunos de origem negra serem excluídos das escolas.

Apoiar o desenvolvimento de novas abordagens para elevar o número de professores negros em disciplinas como ciência, tecnologia, engenharia e matemática, que conduzam carreiras em engenharia, matemática, física, design, tecnologia e informática.

Apoiar a criação de programas de bolas de estudo para permitir que negros graduados em engenharia e disciplinas afins progridam para cargos especializados no automobilismo.

Solicitação de apoio adicional às atividades de ciência, tecnologia, engenharia e matemática a serem fornecidas a escolas complementares lideradas por grupos comunitários de negros em todo o Reino Unido.

Líder da Comissão, Lewis Hamilton entende que, com a divulgação do relatório, tem início uma grande batalha para tornar o esporte a motor de fato mais inclusivo no Reino Unido.

“Estou orgulhoso de ter publicado o relatório da Comissão Hamilton, Acelerando a Mudança: Melhorando a Representatividade de Pessoas Pretas no Esporte a Motor no Reino Unido ao lado da Royal Academy de Engenharia. Por meio deste relatório, sinto que temos um entendimento mais claro do que está impedindo a indústria do automobilismo de ser verdadeiramente representativa. Acredito que nossas recomendações serão o primeiro passo para abordá-las e trazer mudanças há muito esperadas para o esporte”, escreveu o heptacampeão mundial.

“Espero realmente que possamos levar a indústria em uma jornada conosco e nos unir para que possamos fazer um progresso significativo e duradouro. Já recebemos muitos comentários positivos das principais partes interessadas, o que é incrível de se ver. Além de lançar este relatório, também estamos identificando as melhores partes e organizações com as quais nos engajamos e também aquelas que podem levar a cabo nossas recomendações daqui para frente, para assegurar que os resultados não sejam ignorados”, comentou.

“Isso realmente é o cerne de tudo para mim. Não deve haver apenas grandes descobertas em tudo o que encontramos. O importante é que realmente façamos”, concluiu.

PADDOCK GP #247 DEBATE TUDO SOBRE O GP DA INGLATERRA E A NOVA CORRIDA DE CLASSIFICAÇÃO DA F1 (VÍDEO: GRANDE PRÊMIO)

Stefano Domenicali promete F1 mais diversa após relatório da Comissão Hamilton: “Sempre há mais a fazer”

CEO e presidente da Fórmula 1, Stefano Domenicali destacou a importância do relatório divulgado pela Comissão Hamilton e exaltou o envolvimento do heptacampeão em uma frente tão fundamental para a sociedade como um todo.

“A Comissão Hamilton apresentou um relatório abrangente e impressionante que mostra a paixão de Lewis por esta questão tão importante. Vamos reservar um tempo para ler e refletir sobre todas as descobertas, mas concordamos plenamente que precisamos aumentar a diversidade em todo o esporte. Tomamos medidas para resolver isso e anunciaremos mais ações nos próximos dias”, declarou o executivo em entrevista veiculada pela revista britânica Autosport.

O dirigente italiano prometeu se empenhar para que a Fórmula 1 possa ser um esporte mais inclusivo no seu aspecto profissional.

“Queremos um esporte que represente nossa base de fãs, extremamente diversificada, e é por isso que a Fórmula 1, a FIA e todas as equipes estão trabalhando duro para cumprir nossos planos detalhados para criar mudanças positivas em todo o esporte. Sempre há mais a fazer, e o relatório vai estimular pensamentos sobre outras ações que são necessárias”, concluiu.

Austin Hill escapou da confusão e venceu em Knoxville na quarta prorrogação (Vídeo: Nascar)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar