F1 aponta saídas de Räikkönen e Giovinazzi e presença de De Vries e Albon no grid de 2022

Provável ida de George Russell para Mercedes deve desencadear giro de mudanças no grid da Fórmula 1 para 2022. Alexander Albon está perto de retorno, enquanto Nyck de Vries carrega chances de estrear

Assista aos melhores momentos do GP da Bélgica deste domingo (Vìdeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Alexander Albon e Nyck de Vries estão próximos de vagas no grid da Fórmula 1 em 2022. Segundo reportagem do site inglês RaceFans, publicada nesta terça-feira (31) a iminente transferência do inglês George Russell, da Williams para a Mercedes, deve derrubar as peças restantes do dominó de lugares disponíveis na categoria para o próximo campeonato

Como esperado, Russell entrará na Mercedes no lugar do finlandês Valtteri Bottas, que está praticamente de malas prontas para a Alfa Romeo, negociação revelada em primeira mão pelo GRANDE PRÊMIO, em junho. O inesperado é que a equipe suíça trocará por completo a atual dupla. Enquanto o campeão mundial de 2007, o finlandês Kimi Räikkönen, de 41 anos, deve partir para a aposentadoria, o italiano Antonio Giovinazzi não é esperado para continuar na equipe depois de três temporadas.

Tudo indica que o substituto será Nyck de Vries. O holandês de 26 anos, campeão da Fórmula 2 em 2019 e atual campeão da Fórmula E, deve assegurar uma das vagas na equipe de Hinwill. Fréderic Vasseur, chefe da Alfa Romeo, é próximo de Toto Wolff, que ocupa o cargo na Mercedes, time no qual Nyck é reserva e conquistou o título da categoria de carros elétricos.

A aproximação de Nyck com a Fórmula 1 vem na esteira do anúncio da Mercedes, que mesmo após os títulos e pilotos e construtores na Fórmula E, vai se retirar do certame de monopostos elétricos ao fim da temporada 2021-22, seguindo os passos de Audi e BMW, que abandonaram a categoria neste ano.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Nyck De Vries, campeão da Fórmula E (Foto: FIA Fórmula E)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Giovinazzi, de 27 anos, é piloto da academia da Ferrari, e deve manter os laços na equipe de Maranello, seja em vaga de piloto reserva pela Fórmula 1 ou até no futuro projeto da montadora italiana no WEC. Giovinazzi disputou as 24 Horas de Le Mans em 2018 pela AF Corse, equipe Ferrari, na classe GTE Pro. A fábrica planeja ter um hipercarro em 2023.

Sem Russell, a Williams está perto de fechar a contratação de Alexander Albon. O anglo-tailandês, com passagens por Toro Rosso e Red Bull, deve entrar na vaga da equipe de Grove. O piloto ainda faz parte do programa do time taurino, no qual representou na Fórmula 1 em 2019 e 2020, e atualmente disputa a temporada do DTM.

A outra vaga da Williams também está em aberto, já que o contrato do canadense Nicholas Latifi expira ao fim de 2021, mas uma renovação do vínculo é esperada por conta do aporte financeiro que o piloto de 26 anos traz ao time.

A Fórmula 1 retorna em Zandvoort entre os dias 3 e 5 de setembro com o GP da Holanda, a 13ª etapa da temporada. Os anúncios são esperados para acontecer na semana do GP da Itália, que será realizado entre os dias 10 e 12 do mesmo mês.

F1 DÁ VEXAME NA BÉLGICA: O QUE REALMENTE DAVA PARA FAZER? | PADDOCK GP #254

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar