carregando
F1

F1 traça perspectiva com novo regulamento: carros 1s5 mais lentos e “perda significativa de performance”

A aerodinâmica simplificada dos novos carros e também o aumento no peso limite, agora em 740 kg, vai deixar a F1 mais lenta e com perda de rendimento em relação ao ano passado, dizem Mattia Binotto, chefe da Ferrari, e Andy Green, diretor-técnico da Racing Point. O engenheiro britânico entende que a nova regra não vai reduzir a diferença entre as equipes no grid

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
O que esperar do novo regulamento adotado pela F1 para 2019? Algumas mudanças são significativas, sobretudo no que diz respeito à aerodinâmica dos carros, muito mais simplificada para conter os efeitos da turbulência e aumentar no número de ultrapassagens. Outra alteração importante diz respeito ao novo peso mínimo. Os novos carros vão ter agora pelo menos 740 kg, contra 734 kg do ano passado.
 
No entendimento de Mattia Binotto, atual chefe de equipe e ex-diretor-técnico da Ferrari, e de Andy Green, engenheiro responsável pelo projeto do novo RP19 da Racing Point, as perspectivas não são necessariamente positivas. 
 
“Previ que vamos perder uns 1s5 por volta”, afirmou Binotto em entrevista ao site norte-americano ‘Motorsport.com’. 
A F1 traz novidades no seu regulamento com uma aerodinâmica mais simplificada nos carros (Foto: Ferrari)
“Testamos o carro no túnel de vento, e essas são as informações. Esses carros são mais pesados, e a aerodinâmica ficou muito simplificada. Estimamos perder 1s5, e está comprovado”, declarou o engenheiro ítalo-suíço.
 
Diretor-técnico da Racing Point, Andy Green vai além e se mostrou pessimista sobre a possibilidade de ver uma F1 mais competitiva com o novo regulamento.
 
“É possível que este regulamento não ajude a reduzir as margens dentro do grid. Infelizmente, não acho que isso vai acontecer”, disse o britânico
 
“O que sabemos ao analisar nossos dados é que há uma perda significativa de performance. E está custando muito recuperá-la”, acrescentou Green.
 
O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ a pré-temporada da F1 em Barcelona com os repórteres Eric Calduch, Evelyn Guimarães e Vitor Fazio, e o fotógrafo Xavi Bonilla. Acompanhe tudo aqui.