Feliz com segundo lugar inesperado em Abu Dhabi, Alonso diz que Ferrari “segue lutando até o fim”

Fernando Alonso conquistou um resultado épico na noite deste domingo em Abu Dhabi. Largando em sexto lugar, o espanhol brigou pela vitória até o fim, mas não conseguiu passar Kimi Räikkönen: “O segundo lugar foi o máximo que poderíamos alcançar hoje”, disse

No começo do fim de semana, todos os prognósticos apontavam a McLaren de Lewis Hamilton como grande favorita à vitória no GP de Abu Dhabi, seguida pela Red Bull de Sebastian Vettel. Só que, mais uma vez, brilhou a estrela de Fernando Alonso. Longe de ser considerado um favorito até mesmo ao pódio, o espanhol contou com a sorte a partir de sábado. O líder do Mundial foi punido e largou em último. Na corrida deste domingo (4), foi a vez de Hamilton perder uma vitória certa por conta de uma falha mecânica da McLaren, na primeira metade da prova. Fernando, então, passou a ter uma perspectiva bastante diferente, bem mais otimista.

Alonso forçou seu ritmo e conseguiu ultrapassar Pastor Maldonado, ganhou a segunda colocação, ficando só atrás de Kimi Räikkönen. Enquanto Vettel escalava o pelotão em busca de pontos para diminuir o estrago feito pela Red Bull no sábado — que o deixou na classificação com quantidade de combustível abaixo do limite permitido, ocasionando a punição —, Fernando, aos poucos, lutava com Kimi por uma vitória improvável.

Fernando Alonso vibra com segundo lugar em Abu Dhabi (Foto: Shell GP/Getty Images)

Foi por muito pouco. Alonso ficou a apenas 0s8 do triunfo em Abu Dhabi, cruzando a linha de chegada em segundo. Mas diante da perspectiva de domínio da Red Bull, o espanhol entende que o resultado conquistado em Marina de Yas foi muito além do esperado, já que o manteve com reais condições de conquistar o tri, antes praticamente endereçado ao rival taurino.

“Estou muito feliz”, vibrou Alonso na coletiva de imprensa concedida pelos três primeiros colocados logo após a prova nos Emirados Árabes Unidos. “Nós não fomos supercompetitivos neste fim de semana”, reconheceu Fernando, cheio de elogios para o trabalho da Ferrari, que, neste fim de semana, usou dois dos quatro toques de recolher a que tem direito na temporada. “Tivemos de lutar durante toda a corrida. Houve boas ultrapassagens e uma boa estratégia, o que nos deu a chance de lutar pela vitória.”

Dessa forma, a segunda colocação na noite deste domingo foi considerada por Alonso praticamente uma vitória. “O segundo lugar foi o máximo que poderíamos alcançar hoje partindo em sexto, mas o domingo foi melhor e vamos seguir lutando até o fim.”

Tendo Vettel próximo de si na mesa da coletiva de imprensa, Alonso destacou a bela corrida de recuperação do adversário. Contudo, o espanhol deixou claro que não está interessado em ‘marcar’ o alemão, apenas está focado na performance da Ferrari nesta fase final da temporada.

“Ficamos concentrados em nossa corrida”, disse o piloto da Ferrari, lembrando que a Red Bull de Vettel vinha muito forte desde Cingapura. “Todas as nossas simulações nos indicavam a possibilidade de terminar em quinto ou sexto, então nós não estávamos nada otimistas com a corrida de hoje, e com tudo o que Seb estava fazendo, estávamos somando oito ou dez pontos, no máximo. Então nos concentramos em nossa corrida.”

“Ele [Vettel] fez uma corrida muito boa e conseguiu tirar proveito do desempenho em algumas partes da prova, quando ele teve a pista limpa, além dos dois safety-cars, que o ajudou”, comentou Alonso, que pretende manter a postura de ficar focado na melhora da performance da Ferrari na reta final desta temporada. “Não há nada a fazer, apenas nos concentrar em nossas corridas. Se terminarmos à frente de Seb nas próximas duas provas, então talvez temos uma chance”, concluiu o vice-líder do Mundial de Pilotos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube