F1

Ferrari confirma que mecânico atropelado por Räikkönen no GP do Bahrein teve duas fraturas na perna

Em sua conta oficial no Twitter, equipe de Maranello afirmou que Francesco sofreu fraturas na fíbula e na tíbia e dedicou vitória ao funcionário.

Warm Up / Redação GP, de São Paulo

Na volta 36 do Grande Prêmio do Bahrein, o finlandês Kimi Räikkönen entrou para fazer sua troca de pneus. Até aí, tudo bem, se não ocorresse a cena chocante que marcou o final de semana da Fórmula 1.
 
O membro do pitcrew encarregado de encaixar um novo pneu traseiro esquerdo no #7 vermelho teve um problema na remoção da roda, ainda estava em posição e não tinha se movido quando Räikkönen recebeu a luz verde para sair. 
 
Assim, Francesco foi atingido pelo piloto na perna esquerda e, imediatamente, diante da gravidade das imagens, foi atendido pelos paramédicos, antes de ser levado ao centro médico da pista. O finlandês estava em terceiro e abandonou a prova.
Francesco sofreu duas fraturas na perna esquerda no incidente com Räikkönen (Foto: AFP)
Ao final da prova, a Ferrari confirmou por meio da sua conta oficial do Twitter que Francesco sofreu duas fraturas: uma na fíbula e outra na tíbia. E dedicou a vitória de Sebastian Vettel ao funcionário.
 

Em entrevista, Räikkönen disse que não sabia do problema em sua parada, até ser avisado pelo rádio da equipe para parar o seu carro. “Eu vou quando a luz está verde e não vejo o que acontece por trás”, disse o finlandês. 

Ele ainda tentou se justificar pela indignação mostrada pelas câmeras da corrida, em que acabou não indo ver a situação de Francesco. “Infelizmente, ele se machucou. Meu trabalho é ir quando a luz muda e, mais do que isso, eu realmente não sei. Espero que ele esteja bem”, afirmou.
CEDO DEMAIS?

ALONSO ENTRA NO ‘MODO EMPOLGOU’ ANTES DO TEMPO