Ferrari critica brincadeiras das equipes durante sábado sem treino em Austin: ”Isso é a F1 e não um circo”

A Ferrari criticou duramente as equipes que optaram por brincadeiras durante o longo sábado de espera em Austin. A chuva forte sobre a pista norte-americana alterou a programação da F1 acabou por adiar a definição do grid para o domingo

O sábado da F1 em Austin foi altamente tumultuado por conta da tempestade que atingiu o Circuito das Américas. A intempérie alterou a programação e impediu a realização da classificação. Só que a decisão de passar a definição do grid para o domingo levou tempo. Os comissários optaram pela cautela e foram atrasando aos poucos. Assim, por conta da demora, algumas equipes e pilotos decidiram usar a criatividade para entreter o público e a si mesmos. Mas nem todos participaram das brincadeiras, como foi o caso da Ferrari.
 
A equipe italiana, aliás, teceu comentários negativos sobre a descontração nos boxes rivais e criticou a ação de alguns times.  "Somos uma equipe de F1 e não o Cirque du Soleil", disse Maurizio Arrivabene, acrescentando ainda que o que os mecânicos e pilotos fizeram não foi para entreter o público, mas, sim, a TV.
,
"É bom quando alguém entretém o público, é absolutamente bom. Mas nós demos autógrafos para as pessoas que esperaram todo o treino, nós trouxemos algumas crianças em cadeiras de rodas para os pits. Preferimos fazer essas coisas em vez de simular pesca ou fazer coisas engraçadas só para a TV. Isso realmente não é fazer algo pelos fãs", completou o dirigente.
 
Ricciardo e Kvyat tiraram onda em meio ao tempo sisudo e ao forte temporal em Austin (Foto: Red Bull/Getty Images)
Kimi Räikkönen compartilhou da opinião do chefe e disse que a F1 fez um desserviço a si mesma permitindo as brincadeiras dos outros times. Questionado sobre a razão para não ter participado da galhofa, Räikkönen respondeu: "Você quer uma resposta honesta? Acho que isso aqui é a F1 e não um circo."
 
"As pessoas, obviamente, não ficam felizes quando não tem ninguém na pista, mas não podemos fazê-las felizes com qualquer coisa fora da pista. Às vezes, não é bom quando as pessoas começam a pensar no que é a F1 e aí coisas assim acontecem. Isto foi a escolha de todos, mas, para mim, estamos aqui para correr e fazer o nosso trabalho", finalizou.
 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

”Isso é a F1 e não um circo”. Adivinha quem disse isso?http://grandepremio.uol.com.br/f1/noticias/ferrari-critica-brincadeiras-das-equipes-durante-sabado-sem-treino-em-austin-isso-e-a-f1-e-nao-um-circo

Posted by Grande Prêmio on Quarta, 28 de outubro de 2015

VIU ESSA? O POLÊMICO INCIDENTE ENTRE ROSSI E MÁRQUEZ NA MOTOGP

determinarTipoPlayer(“15655524”, “2”, “0”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube