Ferrari de passeio fere dois espectadores após exibição no Aterro do Flamengo, no Rio

Após o encerramento do TNT Street Race, uma Ferrari de passeio atropelou dois espectadores do evento realizado no Aterro do Flamengo. Veículo deixava o local após exibição

Um dos participantes da Ferrari Parade, que aconteceu neste domingo (10) durante o TNT Street Race no Aterro do Flamengo, zona sul do Rio de Janeiro, se envolveu em um acidente quando deixava o traçado de 2,8 km montado na Avenida Infante Dom Henrique.

Deixando o local do evento pelo traçado do circuito, o motorista perdeu o controle do carro e, de acordo com informações da assessoria de imprensa do Grupo Petrópolis, organizador do evento, atingiu três pessoas que assistiam ao evento. Em nota, o Grupo Petrópolis confirmou o acidente envolvendo um dos carros que participou do TNT Street Race e afirmou que está acompanhando o estado de saúde das vítimas.

“O Grupo Petrópolis lamenta o incidente ocorrido após o encerramento do evento do qual foi patrocinador no último domingo. A preocupação principal da empresa é com a segurança e a saúde de todos", reforçou.

"O evento teve a presença de milhares de pessoas sem nenhum evento negativo de destaque. Ao final, depois do encerramento, fomos informados que um dos carros participantes se envolveu em um incidente ferindo duas pessoas. Estamos acompanhando todos os acontecimentos e nossa principal preocupação é com a saúde e a integridade física de todos”, completou.

Massa andou com Ferrari de 2010 nas ruas do Rio (Foto: Miguel Costa Jr.)

O Grande Prêmio entrou em contato com a assessoria da TNT, que confirmou que os feridos foram atendidos e passam bem. O fisioterapeuta Ricardo Durans Filho, de 33 anos, sofreu escoriações, dois cortes no rosto e na testa e já foi liberado. Já a atriz Mônica Oliveira e Silva, de 38 anos, teve uma fratura no pé e terá de passar por uma cirurgia.

O motorista da Ferrari, identificado como Adolfo Cardoso Araújo, foi levado à 13° DP, em Copacabana, onde prestou declaração sobre o episódio e assinou um termo assumindo a responsabilidade pelo acidente. Ele também passou pelo exame do bafômetro e nada foi constatado, mas vai responder por lesão corporal culposa. Segundo relatos, o motorista também foi levado à delegacia por segurança, devido aos protestos dos demais espectadores, que acompanhavam o evento. A polícia conteve o princípio de tumulto e dispersou os torcedores. 

Colaborou Evelyn Guimarães, de Curitiba

 Siga o Grande Prêmio no Twitter
 Curta a página do Grande Prêmio no Facebook

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube