Gasly elogia treinos mais curtos e intensos na F1: “Menos tempo parado nos boxes”

Pierre Gasly declarou gostar dos curtos treinos livres programados para a temporada 2021 da F1: agora, eles duram uma hora, contra os 90 minutos anteriores

Volta rápida na pista de Miami, que recebe a F1 em 2022 (Vídeo: Miami)

A partir de 2021, a Fórmula 1 tem sessões livres menores, com uma hora de duração e não mais 90 minutos, e tais treinos curtos agradaram Pierre Gasly. Para o francês, isso movimenta mais os finais de semana da categoria – além de diminuir o tédio.

Foi o que ele disse em entrevista coletiva: treinos curtos, na visão de Gasly, significam mais intensidade: “Não mudou nosso programa, mas a pista fica mais cheia, com mais carros ao mesmo tempo.”

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Pierre Gasly (Foto; Red Bull Content Pool)

“Há um pouco mais de ação e você passa menos tempos parado nos boxes. Eu até que gosto disse, já que as sessões são mais intensas”, completou.

Já sobre o GP de Portugal, que será disputado no próximo final de semana, Gasly vê a pista de Portimão como palco de desafios diferentes das corridas anteriores. Ele terminou em quinto por lá em 2020.

“É um circuito único, com muitas variáveis, para cima e para baixo. É divertido pilotar por lá, diferente do que estamos acostumados. O carro escorrega bastante, a pista tem pouca aderência, não é fácil aquecer os pneus”, finalizou o francês.

Os citados treinos livres começam na próxima sexta-feira (30) em Portimão: 7h30 o TL1, 11h o TL2. No sábado, a última sessão tem início às 8h, antes da classificação marcada para 11h.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar